NOTÍCIAS

Taxistas e representante do Uber se reúnem com o governador para tentar acordo em Brasília

29/07/2015 13:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Montagem/Estadão Conteúdo/Getty Images

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, se reuniu nesta terça-feira (28) com taxistas e o representante da empresa que desenvolveu o aplicativo Uber para tratar da sanção do projeto de lei do deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN), que regulamenta o uso de aplicativos para transporte individual.

Diferente do táxi, que é considerado um serviço público licenciado pelo Estado, o Uber se define como serviço particular, em que o usuário pede o carro e tem o valor da corrida calculado e pago antecipadamente pelo cartão de crédito.

O projeto sobre aplicativos para transporte individual tem que ser apreciado pelo governador até o dia 6 de agosto. Rollemberg não adiantou se vai sancionar na íntegra ou com vetos o projeto. Ele, no entanto, salientou que a decisão não vai terminar a disputa entre taxistas e a empresa que disponibiliza o Uber.

"Polêmico, um tema importante, um tema que impacta no transporte individual das pessoas e que precisará ter outras decisões do governo, além da sanção ou veto ao projeto", pondera Rollemberg.

Após o encontro com o governador, o presidente da Associação dos Taxistas do Distrito Federal, José Araújo de Carvalho, admitiu que a categoria poderia entrar em acordo, caso o aplicativo acrescentasse uma aba para os chamadas de táxi diferente da aba para carros executivos – como acontece em cidades no exterior onde o aplicativo funciona há mais tempo.

"Tem como resolver isso, juntamente com os taxistas. Pega o aplicativo Uber, traga ele para o táxi e resolve a situação", disse o presidente.

Atualmente, 3.500 carros possuem licença para funcionar como táxi. O governo estuda aumentar o número de autorizações e permitir o ingresso de mais 1.100 veículos nas ruas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: