NOTÍCIAS
27/07/2015 18:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Putin sugere Blatter ao Nobel e defende dirigente: "Não acredito que esteja envolvido em corrupção"

blatter putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, surpreendeu nesta segunda-feira ao afirmar que o presidente da Fifa, Joseph Blatter, merece ganhar o Prêmio Nobel. Em entrevista à TV pública da Suíça, o chefe do Kremlin saiu em defesa do dirigente da Fifa que, apesar dos escândalos, tem mantido a Copa do Mundo de 2018 no país de Putin.

"Eu acho que pessoas como o sr. Blatter ou os chefes de grandes federações esportivas internacionais, ou dos Jogos Olímpicos, merecem um reconhecimento especial", disse Putin à RST. "Se há alguém que merece o prêmio Nobel, (ele) é dessas pessoas", insistiu.

Neste fim de semana, Blatter fez sua primeira viagem para fora da Suíça desde que as prisões dos cartolas ocorreram no dia 27 de maio. Temendo ser detido e entregue às autoridades dos Estados Unidos, Blatter optou por não ir a alguns dos maiores torneios da Fifa, nas últimas semanas. Mas, no sábado, esteve em São Petersburgo para o sorteio das Eliminatórias da Copa de 2018, num país que lhe deu garantias de que não seria preso e muito menos extraditado aos EUA.

Uma das investigações tanto na Suíça quanto nos EUA se refere às suspeitas de que os russos compraram votos para sediar o Mundial de 2018. Blatter acusou os americanos e ingleses de montar um complô e de terem lançado a investigação por conta da derrota que sofreram nas urnas na eleição para sediar a Copa do Mundo.

Nesta segunda, Putin deixou claro que a tese do complô também é compartilhada pelo Kremlin. "Não acredito em uma só palavra sobre ele (Blatter) estar envolvido em corrupção", disse o russo. Para o presidente da Rússia, a operação da Justiça e a "luta contra a corrupção" nada mais seria "que a continuação das campanhas para sediar as Copas de 2018 e 2022".

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: