NOTÍCIAS
20/07/2015 10:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Operação Lava Jato: Presidente da Andrade Gutierrez é um dos nove indiciados da empresa pela Polícia Federal

Estadão Conteúdo/ Cassiano Rosário

O presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, foi um dos nove indiciados da empresa pela Polícia Federal, neste domingo (19) na 14ª fase da Operação Lava Jato.

Segundo o Fantástico, o relatório da Polícia Federal diz que houve participação da empresa em fraude de licitações da Petrobras. De acordo com a Folha de S.Paulo, o próximo passo é a análise dos suspeitos pelo Ministério Público Federal, que irá ou não denunciar os casos ao juiz responsável pelos julgamentos da Lava Jato, Sergio Moro.

Além do presidente, também foram indiciados Rogério Nora de Sá, Flávio Lúcio Magalhães, Antonio Pedro Campello de Souza, Paulo Roberto Dalmazzo, Elton Negrão de Azevedo Júnior e Lucélio Goes. Os lobistas Mario Goes e Fernando Antonio Falcão Soares, conhecido como Fernando Baiano e apontado como operador do PMDB na petrolífera, também integram a lista.

Todos foram indiciados por crime contra a ordem econômica, fraude e licitação, corrupção e lavagem de dinheiro. O Diário de Pernambuco afirma que Otávio Marques de Azevedo foi citado nominalmente pelos delatores, o que contribuiu para que fosse indiciado.

Em nota, a construtora voltou a afirmar que "não existem fundamentos ou prova que justifiquem a prisão e o indiciamento de seus executivos e ex-executivos".

"A Andrade Gutierrez reafirma que não tem ou teve qualquer relação com os fatos investigados pela Lava Jato. A empresa reitera que nunca participou de formação de cartel ou fraude em licitações, assim como nunca fez qualquer tipo de pagamento indevido a quem quer que seja. A empresa reafirma ainda que não existem fundamentos ou prova que justifiquem a prisão e o indiciamento de seus executivos e ex-executivos. A Andrade Gutierrez volta a afirmar que sempre esteve à disposição das autoridades para colaborar com as investigações e esclarecer todas as dúvidas o mais rapidamente possível, restabelecendo de vez a verdade dos fatos e a inocência da empresa e de seus executivos."

O Diário de Pernambuco ainda informa que na noite desta segunda-feira (20) a Polícia Federal deve concluir o relatório da construtora Odebrecht, uma vez que o presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, também está sendo investigado.