NOTÍCIAS
15/07/2015 20:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Presidente da bancada da bala peita Eduardo Cunha: 'Autoritário'

Montagem/Câmara dos Deputados/Estadão Conteúdo

Os mandos e desmandos do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já está trazendo para público a irritação dos deputados. Nesta quarta-feira (15), o presidente da Bancada da Bala e da CPI do Sistema Carcerário, Alberto Fraga (DEM-DF), disparou no plenário contra ele: “Vossa Excelência está sendo autoritário demais”.

A declaração de Fraga foi uma reação a intransigência de Cunha em não querer prorrogar o prazo da CPI. “Ele adotou no início da legislatura essa estratégia ou definição de que não iria prorrogar nenhuma CPI. Não quis criar muito caso, mas fui o único que conseguiu fazer com que ele voltasse atrás de uma decisão.”

Segundo Fraga, Cunha ficou calado quando ouviu que o autoritarismo dele já estava no limite. “Falei que nunca tinha discordado dele, mas que hoje eu ia falar.”

“Nós nunca reclamamos aqui do excesso de trabalho da pauta. E olha só que coisa interessante: nós estamos pedindo para trabalhar.”

Fraga contou que, após concluir a fala, os líderes que estavam perto disseram que o apoiavam e o presidente da Casa estendeu o funcionamento do colegiado até o dia 6 agosto. O pleito era para que a comissão fosse até o dia 13.

A fama de autoritário do presidente da Casa tem sido reforçada nas últimas semanas. Um dos principais episódios foi o atropelo a comissão especial da reforma política. Cunha não deixou o relatório ser votado na comissão e o levou direito ao plenário.

A constitucionalização do financiamento empresarial, que tinha sido rejeitado no dia anterior, assim como a aprovação da redução da maioridade penal, também rejeitada na véspera, deixaram os deputados indignados.