NOTÍCIAS
13/07/2015 12:43 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Ataque do Boko Haram mata pelo menos 13 pessoas em Fotokol; único médico da cidade está entre as vítimas

STRINGER via Getty Images
Army chief, Lt. General Kenneth Minimah (R) looks at suspected detainees cleared of being members of Boko Haram Islamists sit during a ceremony for their freedom in Maiduguri, Borno State on July 6, 2015. ? The Nigerian Army released 182 detainees recently cleared of any association with the Boko Haram insurgents. The army chief, Lt. General Kenneth Minimah said the detainees were arrested few months back in Borno and other parts of the country, but the military decided to release them after they had been cleared by an investigation panel. The detainees include 100 men, 24 women,18 teenagers and 40 children. AFP PHOTO/STRINGER (Photo credit should read STRINGER/AFP/Getty Images)

Mais um ataque do grupo extremista Boko Haram matou pelo menos 13 pessoas na cidade de Fotokol, nos Camarões.

O local, que fica próximo à fronteira com a Nigéria já foi alvo de ataques do grupo terrorista outras vezes. Junto com o Chade e com a Nigéria, os Camarões integram uma força conjunta para lutar contra o grupo.

De acordo com a rede BBC, entre os mortos está o único médico que seguia vivendo na cidade e que era responsável pelo Hospital Geral de Fotokol, segundo a mídia local. Milhares de pessoas deixaram o local temendo as ações do Boko Haram.

Segundo a Reuters, o grupo fez dois ataques coordenados, um deles dentro de um bar logo após o pôr do sol, enquanto muitas pessoas se alimentavam após o jejum imposto pelo Ramadã.

A segunda explosão, segundo testemunhas ouvidas pela agência, foi registrada quando os serviços de emergência se aproximaram do local. Entre as treze vítimas estava um soldado.