NOTÍCIAS

Vôlei feminino: Brasil leva susto, mas supera a Tailândia no Grand Prix e continua invicto na competição

11/07/2015 16:23 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
WANDER ROBERTO/INOVAFOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

O Brasil segue invicto no Grand Prix. A seleção da Tailândia ofereceu resistência, mas não impediu novo triunfo da equipe brasileira neste sábado (11), no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

As brasileiras derrotaram as tailandesas por 3 sets a 1. As parciais foram de: 25/23, 20/25, 25/14 e 25/19. A competição durou 1 hora e 55 minutos.

A seleção de vôlei feminino, dirigida pelo técnico José Roberto Guimarães, mostrou irregularidade no segundo set — o que deu vantagem para a Tailândia. O treinador afirma que conseguiu reverter o problema:

"Perder um set faz parte no contexto do campeonato. Nosso porcentual de passe foi muito baixo no dia de hoje [sábado]. No terceiro e no quarto sets, conseguimos equilibrar o nosso passe e jogamos melhor. Também alcançamos mais três pontos que serão importantes para a sequência do Grand Prix."

Meninas do vôlei vencem Tailândia em SP


Veterana, a ponteira Fê Garay admite a atuação ruim apenas no segundo set:

"O que não fizemos no segundo set foi acertar o bloqueio. Elas jogam com bolas muito rápidas e não estávamos encontrando o tempo ideal. Também sacamos mal no segundo set, o que facilitou para que elas acelerassem. Nas outras parciais voltamos a sacar bem, acertamos a marcação do bloqueio e conseguimos impor um ritmo muito forte."

No duelo deste sábado, Garay e Carol foram as principais pontuadoras brasileiras, com 17 pontos cada, dois a menos do que a tailandesa Onuma Sittirak.

E o bloqueio fez a diferença para o Brasil, com a equipe anotando 20 pontos nesse fundamental, contra apenas os quatro da Tailândia

O próximo confronto do Brasil é neste domingo (12) contra a Alemanha, às 10h, também no Ibirapuera.

A seleção brasileira atualmente é bicampeã do Grand Prix e está de olho nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

A fase final do Grand Prix será disputada entre 22 e 26 de julho, em Omaha, nos Estados Unidos, e contará com a seleção anfitriã e as cinco melhores na etapa classificatória. O Brasil busca o seu 11º título.