NOTÍCIAS
07/07/2015 22:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Por que os cientistas querem examinar o bumbum dos surfistas

amberman/Flickr

Pesquisadores têm levado a guerra contra as superbactérias para um surpreendente e novo campo de batalha – a bunda dos surfistas. Para sermos mais exatos, o reto deles.

A Organização Mundial da Saúde considera as superbactérias, ou bactérias resistentes aos antibióticos, o “maior desafio contra as doenças infecciosas hoje".

Estas bactérias teimosas estão cada vez mais aparecendo em nossos oceanos, graças à poluição do mar, especialmente por causa do esgoto humano.

Porque os surfistas engolem mais água do oceano do que outros banhistas – mais ou menos 10 vezes mais do que os nadadores do oceano - os cientistas esperam estudar o intestino deles, lançando uma luz sobre como as superbactérias afetam os seres humanos.

A organização sem fins lucrativos Surfers Against Sewage (“Surfistas contra o Esgoto”) está trabalhando com cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Exeter, no Reino Unido, para conduzir apropriadamente o estudo chamado Beach Bums (“Traseiros da Praia”), pedindo aos voluntários que peguem os kits e tirem amostras dos seus retos e enviem para o Centro Europeu para o Ambiente e Saúde Humana, em Cornwall, Inglaterra.

De acordo com Anne Leonard, estudante Ph.D. da Universidade de Exeter e principal pesquisadora do estudo, estudar o intestino dos surfistas" lançará uma luz muito necessária sobre os efeitos da poluição do mar."

"Nós já mostramos que esta água pode conter bactérias resistentes a antibióticos", disse ela em um comunicado, mas nós não sabemos como isso pode afetar os micróbios que vivem em nossos intestinos, ou como poderia afetar a nossa saúde."

Os pesquisadores esperam coletar amostras de 150 surfistas e praticantes de bodyboard que surfam pelo menos três vezes ao mês nas águas da Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte, e também de 150 não surfistas que possam ser parte de um grupo de controle.

Logo eles vão analisar as amostras para ver se os surfistas ingerem mais superbactérias do que os não surfistas e observar como o corpo humano é afetado por estas bactérias.

"Se elas estão só nesta fase, podemos mostrar que há um nível elevado de bactérias resistentes a antibióticos em bactérias do intestino de um surfista, nós teremos um forte argumento para evitar que o esgoto não tratado entre no mar e para melhorar as práticas de manejo da terra para interromper o escoamento de terras agrícolas que afeta a qualidade da água", disse Andy Cummins, diretor de campanhas do Surfers Against Sewage, ao The Huffington Post.

"Este caso poderia ser adotado pelos banhistas e órgãos de saúde de todo o mundo."

Cummins disse que os cientistas esperam coletar e registrar todas as amostras até o final do verão, e planejam estudá-las durante o inverno.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Descubra onde – e por quanto tempo – vivem os vírus e bactérias mais infames (INFOGRÁFICO)

- Podem as bactérias do intestino afetar o comportamento?

- Usar bucha vegetal faz bem? Conheça os malefícios de tomar banho com esponjas