NOTÍCIAS
30/06/2015 13:55 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

Nos EUA, Dilma e Obama anunciam aumento de cooperação econômica e acadêmica

Reuters

O presidente dos EUA, Barack Obama, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, anunciaram nesta terça-feira (30) uma série de medidas que devem aproximar os dois países e aumentar o fluxo de investimentos.

Energia

Durante seu discurso, Dilma afirmou que o Brasil pretende atingir a meta de desmatamento zero até 2030 e reiterou o compromisso firmado entre os dois países para ampliar em 20% a matriz de energia renovável dentro do mesmo prazo.

"A decisão tem muito a ver com nossas perspectivas e nossa participação no acordo global para redução de emissões", afirmou Dilma.

O Brasil também prometeu reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 e concordou em levar adiante um plano sobre mudança climática "amplo e ambicioso", que "representa seu maior esforço possível além de suas ações atuais".

O Brasil ainda não apresentou formalmente sua estratégia sobre mudanças climáticas para a Organização das Nações Unidas (ONU) antes da importante reunião sobre o tema em Paris, marcada para dezembro, mas sinalizou algumas da metas que serão incluídas no comunicado conjunto de terça.

"Os presidentes estão comprometidos em alcançar um acordo ambicioso que reflita os princípios de responsabilidades comuns, mas diferenciadas, e as respectivas capacidades, à luz das diferentes circunstâncias nacionais", afirma o comunicado.

Além das metas de reflorestamento e de uso de energias renováveis, o Brasil disse que pretende "melhorar a agricultura de baixo carbono e as práticas de uso da terra", promover novos e limpos padrões tecnológicos para a indústria e impulsionar as medidas de eficiência energética.

Cooperação Econômica e Acadêmica

Foi anunciada também uma parceria entre os dois países para mover a economia e gerar empregos. Segundo Obama, os EUA devem entrar nas concorrências para as concessões das obras da infraestrutura no Brasil e instituições acadêmicas dos dois países irão aumentar a cooperação acadêmica entre as duas nações - os EUA são o país que mais recebe estudantes do programa Ciência sem Fronteiras.

De acordo com o comunicado conjunto, entre 2011 e 2015, 32.716 estudantes bolsistas estudaram em 742 instituições americanas.

Os líderes também concordaram em tomar medidas para que cidadãos norte-americanos e brasileiros possam viajar entre os dois países sem vistos e para permitir aos brasileiros se inscrever no programa de aceleração de entrada nos EUA conhecido como "global entry" quando visitarem os EUA a partir de 2016.

Jogos Olímpicos

Sobre as Olimpíadas, Obama afirmou que o evento coloca o Brasil, novamente, no foco do mundo, e foi convidado por Dilma a comparecer ao evento.

O mandatário também contou que ganhou uma blusa verde e amarela da presidente brasileira, mas que não poderá usar a peça, pois deve torcer para os EUA.

"Dará um belo pijama", brincou Obama.