LGBT

Parada do Orgulho LGBT da Turquia é recebida com repressão e violência policial

28/06/2015 12:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02
reprodução

O que era para ser a Parada do Orgulho LGBT nas ruas de Istambul, na Turquia, se transformou em um espetáculo de violência e repressão policial.

Os ativistas marchavam quando foram surpreendidos pela ação policial, que contou com balas de borracha e canhão d´água contra os manifestantes, próximo à Praça Taksim.

Segundo relatos, a Parada Gay já aconteceu em paz por anos. Desta vez, foi proibida pelo governo local porque ela acontece durante o Ramadã, o mês sagrado do Islã.

“É importante lembrar que, embora nós celebremos a vitória pela igualdade no casamento, outros não têm a mesma sorte. Não podemos descansar enquanto isso não for uma realidade”, postou o escritor Timothy Kurek:

It's important to remember that even though we celebrate the LGBT marriage equality victory, others are not so fortunate. We cannot rest until this isn't a reality. #IstanbulPride #Istanbully #Istanbul

Posted by Timothy Kurek on Sunday, June 28, 2015

"Nós estamos aqui, não sairemos daqui, acostumem-se a isso", postou o Twitter da organização da Parada: