NOTÍCIAS
19/06/2015 15:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02

Brasil fechou quase 244 mil vagas de trabalho até maio; veja os estados que mais cortaram empregos

iStock

Nos primeiros cinco meses de 2015, as empresas no País fecharam 243,9 mil vagas de emprego. Foram 8,2 milhões de pessoas admitidas, contra 8,5 milhões de demitidos.

Só em maio, foram 115.599 empregos cortados, o pior desempenho para o mês desde 1992. Entre os setores com o pior desempenho estão a Indústria de Transformação, que só neste mês cortou mais de 60,9 mil posições, o setor de Serviços, com corte de 32,6 mil vagas, e de Construção Civil, com queda de 29,7 mil empregos.

Para o ministro do Trabalho, Manoel Dias, a crise na economia e na política brasileira atrapalharam o desempenho do mercado de trabalho no primeiro semestre. “É preciso ajustar a economia para que possamos continuar gerando vagas formais", disse. “A crise política levou muita gente a adiar seus projetos pessoais."

O ministro espera uma melhora na geração de vagas no próximo semestre. Segundo ele, alguns setores planejam investir ainda este ano. "A medida em que os ânimos se acalmam, o ritmo será retomado. O Dólar, por exemplo, já apresenta estabilidade há várias semanas."

Estados

Apenas quatro estados brasileiros do País apresentaram saldo positivo no mês, entre admitidos e demitidos. São eles: Mato Grosso do Sul (534), Goiás (333), Acre (193) e Piauí (63).

Na contramão, o estado que mais emprega no País também mais desempregou: foram mais de 23 mil vagas fechadas em maio. Veja abaixo os estados que mais cortaram emprego no quinto mês de 2015:

Os estados que fecharam mais vagas em mai