NOTÍCIAS
16/06/2015 16:52 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Ministério Público apresenta denúncia contra suspeito de estupro no Piauí; Ele pode pegar até 151 anos de prisão

O Ministério Público do Piauí apresentou nesta terça-feira (15) denúncia à Justiça contra o homem suspeito de participar das agressões a quatro adolescentes em Castelo do Piauí, a 190 km de Teresina, capital do estado, no fim de maio.

Segundo o promotor Cesário Cavalcante, o homem foi denunciado por homicídio, tentativas de homicídio – todos com agravante de feminicídio –, associação criminosa, estupro, corrupção de menores e porte ilegal de arma. Pelas contas do promotor, somados os crimes, a pena pode chegar 151 anos de prisão.

O homem e quatro adolescentes são suspeitos de violentar e abusar sexualmente de quatro jovens com idade entre 15 e 17 anos, e arremessá-las do alto do penhasco. Uma das vítimas, de 17 anos, morreu no último dia 7. Ela teve a face esmagada, lesões no pescoço e no tórax. Duas das meninas tiveram alta hospitalar e uma continua internada.

O juiz da comarca de Castelo do Piauí vai analisar as provas entregues pela promotoria e decidir se acolhe a denúncia para o homem se tornar réu no processo. Caso a denúncia seja aceita, a defesa dele terá prazo de 10 dias para fresponder à acusação.

“Ele é citado para se defender com advogado ou com defensor público e tem 10 dias para oferecer defesa e arrolar testemunhas. As vítimas também serão ouvidas. E vou arrolar os adolescentes suspeitos como testemunhas no processo contra o adulto”, explicou o promotor Cavalcante. O homem está preso em uma penitenciária próxima a Teresina.

No próximo dia 24, as vítimas e outras testemunhas devem ser ouvidas na ação que envolve os rapazes – processo paralelo ao do adulto. Segundo o promotor, o homem também deve ser ouvido. Ainda não está definido se os depoimentos serão tomados em Teresina ou em Castelo do Piauí.

Os quatro rapazes foram ouvidos pela Justiça, em Teresina, durante toda a última quinta-feira (11). O depoimento ocorreu na capital para garantir a segurança dos jovens.