COMPORTAMENTO
11/06/2015 19:55 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

7 motivos para você não deixar de assistir à terceira temporada de 'Orange Is The New Black'

Se você estava com saudade de Litchfield -- e de Piper, Crazy Eyes, Poussey, Big Boo e até de Alex Vause --, prepare-se para matá-la. A nova temporada de Orange Is The New Black estreia amanhã, dia 12 de junho (Dia dos Namorados, só para constar <3) na Netflix. O Brasil Post teve acesso aos primeiros episódios da temporada e eis aqui sete motivos para você NÃO deixar de assistir.

1. Elas estão mais sensíveis do que nunca

O mais legal é que todas elas -- suas histórias, questionamentos e conflitos ganham total destaque . Esse já não é um bom motivo para assistir? Mas existem mais, muito mais:

2. E desta vez não tem Mendez e nem Larry...

...a participação masculina fica por conta de Caputo e Healy. E a gente agradece!

3. Outras histórias do passado de cada detenta vão surgir...

big boo oitnb

... e você vai entender melhor por que Boo, Pussey, Kristy e outras estão onde estão e são o que são.

4. E você vai se emocionar. Sério. Prepare-se.

5. Novas "laranjas" entrarão no jogo

ruby rose oitnb

O que você já sabe: a DJ e modelo australiana Ruby Rose está mesmo no elenco e vai atrair atenção das outras presas.

6. Motivos para se divertir não vão faltar

7. E nem amor (mesmo que louco)

alex piper

...Lichfield, de fato, se tornou um lugar com um ar tão familiar, que você vai pedir por uma quarta temporada rapidinho.

BÔNUS: a dancinha de Alex e Piper para "esquentar"

Agora você tem que assistir. A gente não vai contar o resto. :)

ATUALIZAÇÃO:

E logo no fim da noite desta quinta-feira (11), a atriz Uzu Aduba anunciou que a Netflix resolveu fazer uma surpresa:

Todos os episódios já estão disponíveis, mesmo antes da data estipulada -- e levou o Twitter à loucura. Para quem tem o aplicativo no celular, o aviso foi: "Orange Is The New Black foi liberado antes por bom comportamento".

Corre para assistir! :)

LEIA MAIS:

- Por que 'Orange is the New Black' é uma série feminista?

- 'Orange is the New Black' e a compaixão