NOTÍCIAS
09/06/2015 17:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

Teatro Oficina é absolvido de ação judicial por conta de peça na PUC-SP

flickr / prodculturalbr

O diretor do Teatro Oficina Uzyna Uzona, Zé Celso, e os atores Mariano Mattos Martins e Tony Reis foram absolvidos de uma ação judicial iniciada pelo padre Luiz Carlos Lodi da Cruz, de Goiás, que considerou "ofensiva aos seus sentimentos religiosos" uma encenação realizada em 2012 na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

A decisão do juiz José Zoega Coelho, do Juizado Especial Criminal, diz que "a encenação tinha como cerne a crítica a conhecidos posicionamentos da igreja Católica que prevaleciam ao tempo da encenação e que eram notoriamente associados ao pontificado do Papa Bento XVI – posicionamentos que, hoje, ao que se nota, alteraram-se profundamente".

Ele ainda defende que "a liberdade de manifestação do pensamento, constitucionalmente assegurada, aqui socorre os Réus. Nenhuma igreja está imune à crítica, por qualquer meio ou forma de expressão, notadamente a teatral. Ademais, não é incomum a crítica a religiões, a igrejas e a fôrmas de manifestações do sentimento religioso".

O padre goiano assistiu a peça pela internet e argumentou que se sentiu ofendido com a cena na qual um boneco semelhante ao Papa Bento 16 representa a figura do autoritarismo e resolveu processar criminalmente os três artistas do grupo Oficina, além da produtora da companhia teatral, Ana Rúbia. A a obra foi inspirada no dramaturgo alemão em Bertold Brecht.

A denúncia original culpava os atores e o diretor do Oficina de desrespeitarem publicamente objeto de culto religioso, que seriam uma cruz de pedra que ornamenta a praça da cruz, no interior das dependências da PUC-SP, e ainda a figura do papa, representada por um boneco, durante determinada encenação teatral que ocorria naquela praça, naquela universidade.

LEIA MAIS:

- 40 anos de Chicago: 7 fatos incríveis que vão fazer você se apaixonar pelo musical

- Elogio ao Teatro Marciano

- Por um teatro preto