NOTÍCIAS
03/06/2015 18:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Quem são os possíveis novos candidatos a presidência da Fifa

Montagem/Reuters/GettyImages

Nesta terça-feira (2) Joseph Blatter anunciou que irá renunciar à presidência da Fifa e novas eleições devem ocorrer, mas agora uma nova questão paira no ar: quem será o novo presidente da entidade?

Entre nomes que já fazem parte dos quadros da Fifa, ex-candidatos e poderosos do futebol mundial, saiba quem pode concorrer ao cargo máximo do futebol mundial.

Arthur Antunes Coimbra, o Zico

zico

O brasileiro Zico afirmou na terça-feira (2) que gostaria de disputar as novas eleições para a Fifa, mas aguarda a definição de como serão as novas regras do pleito. O atual sistema determina que uma candidatura precisa ser endossada diretamente por uma federação nacional e contar ainda com o apoio de outras cinco. "Eu acredito que, diante de tudo o que está acontecendo (o escândalo na Fifa), o processo agora será aberto. O que não pode é as mesmas pessoas responsáveis pela situação de agora continuarem no comando. Minha candidatura é uma reação a tudo isso", afirmou à BBC.

Michel Platini

platini

Atual presidente da UEFA, Platini é um nome forte se participar do pleito. Com 59 anos de idade, tem experiência a frente de uma das principais federações de futebol do mundo. Ele ajudou Blatter a se eleger em 1998, mas passou a se opor ao atual presidente quando ele afirmou que iria concorrer uma quinta vez ao cargo, algo que nas últimas eleições havia prometido não fazer. As federações europeias também tem interesse em que mais jogos e campeonatos ocorram no velho continente.

Príncipe Ali Bin al-Hussein

ali bin alhussein

Único candidato que participou das últimas eleições até os momentos finais - quando desistiu, após perder o primeiro turno por 73 votos a 133. Ele tem 39 anos, estudou na Academia Militar Real Sandhurst , na Inglaterra e depois em Princeton, uma das melhores universidades dos Estados Unidos. Faz parte da administração da Federação de Futebol do Oeste Asiático e é bem conectado dentro da Fifa, o que pode trazer apoiadores caso escolha entrar na disputa mais uma vez.

Issa Hayatou

issa hayatou

Em 2013 ele foi reeleito pela sétima vez como presidente da Confederação Africana de Futebol, sem oponentes. Hayatou é de Camarões, tem 68 anos e está no Comitê Executivo da Fifa desde 1990. Ele chegou a participar dos círculos mais íntimos de Blatter, mas em 2002 disputou a presidência da entidade com o atual líder. Hayatou já foi repreendido por receber US$ 20 em dinheiro da ISL, uma antiga parceira de marketing da Fifa, envolvida em escândalos.

Michael van Praag

michael van praag

Holandês de 67 anos, van Praag foi chefe executivo do Ajax de 1989 a 2003 e preside a Federação Holandesa. Seu nome esteve cotado para as eleições deste ano, mas se retirou algumas semanas antes da votação. Ele também faz parte do comitê executivo da UEFA e foi um dos maiores críticos à Copa do Mundo de 2014.

Jerome Champagne

jerome champagne

Ex secretário-geral adjunto da Fifa sob gestão de Blatter, foi o primeiro a anunciar candidatura contra o atual presidente nas eleições deste ano, mas foi quase tão rápido para se retirar do páreo por não conseguir as cinco nominações obrigatórias. Ele acusou as associações europeias de não apoiarem candidatos que não fosse indicados pela UEFA.

Luis Figo

luís figo

O ex-jogador português de 42 anos colou seu nome na última disputa, mas se retirou alguma semanas antes das eleições afirmando que a votação era uma grande farsa. Desde então ele é um dos maiores críticos à gestão da Fifa e ao próprio Blatter. Ao longo de sua campanha, demonstrou ser um gestor competente, porém, é considerado pouco experiente, apesar da popularidade.

Ted Howard

O candidato mais incerto, Howard se tornou presidente da Concacaf (Confederação das Associações de Futebol das Américas do Norte, Central e Caribe) desde que Enrique Sanz foi preso na operação contra dirigentes da Fifa. Ele é experiente no mundo dos esportes, com passagem pela NBA. Ele também foi diretor executivo da Liga Norte Americana de Futebol.

LEIA MAIS:

- EUA têm interesse geopolítico para investigar a Fifa

- Blatter também é investigado por FBI, diz ABC News

- 'Renúncia do Blatter reforça necessidade de investigação', diz Renan