NOTÍCIAS
01/06/2015 20:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

Garoto de 15 anos vai representar o Brasil no Mundial de Esportes Aquáticos

isaac de souza

Com apenas 15 anos de idade, o jovem Isaac de Souza será um dos 11 representantes do Brasil no Mundial de Esportes Aquáticos, que acontece em Kazan, Rússia, no mês de agosto. Ele se junta à equipe de saltos ornamentais, que por mais de uma década contou com apenas três atletas.

Desde os Jogos Olímpicos de Barcelona, a equipe brasileira da modalidade teve a participação de Cassius Duran (de 2000 a 2008), Juliana Veloso (de 2000 a 2012), Hugo Parisi e Cesar Castro (ambos de 2004 a 2012). Isaac já vinha sendo apontado como grande nome da geração que se preparava para o Rio, chegou a se afastar do esporte em 2013, traumatizado com as exigências da comissão técnica, comandada por uma chinesa, mas retornou para a esquipe.

Revelado pela APOE, o jovem agora compete pelo Tijuca Tênis Clube, do Rio de janeiro. No Troféu Brasil, somou 408,55 pontos na plataforma de 10 metros, ficando a 5,70 pontos do índice olímpico. A vitória na prova ficou com Hugo Parisi, de 31 anos, com 426,70 pontos. Em 2014 Isaac ficou em quarto lugar no Mundial Júnior, que também aconteceu na Rússia - melhor classificação brasileira na história do torneio.

Convocações

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) havia definido os índices necessários para convocação em cada prova, mas só três atletas conseguiram as marcas mínimas durante os quatro dias do Troféu Brasil, encerrado domingo (31) em Brasília. A confederação, porém, resolveu estender a convocação, de forma que o Brasil terá dois atletas por prova em Kazan, além de uma dupla por disputa sincronizada. Em resumo, vai com delegação máxima.

Por conta da restrição no número de credenciais para os jogos Pan-Americanos no Canadá, a CBDA optou por utilizar a competição na Rússia como prévia olímpica. O Brasil tem vaga garantida, no Rio, nas quatro provas sincronizadas. Assim, vão a Toronto as melhores duplas do País em cada uma dessas provas. Os mesmos atletas vão participar também das disputas individuais.

A única exceção é no trampolim (3 metros). César Castro não deve competir no sincronizado no Rio, mas vai se apresentar em Toronto ao lado de Ian Matos. No Mundial, Ian terá como parceiro Luiz Felipe Outerelo.

Rumo à quinta Olimpíada, Juliana Veloso perdeu o título do Troféu Brasil para Luana Lira, mas foi escolhida para ir ao Pan junto com sua parceira no salto sincronizado, Tammy Galera. Luana vai só ao Mundial. Ingrid Oliveira (19 anos) e Giovanna Pedroso (16), revelações da plataforma, formam a dupla brasileira no Pan e no Mundial.

(Com Estadão Conteúdo)

LEIA MAIS:

- Joseph Blatter será interrogado na Suíça no caso Fifa, diz jornal

- Com gols de Messi e Neymar, Barcelona conquista Copa do Rei

- Iniciativa defende mais transparência na Fifa e chama patrocinadores na chincha