COMPORTAMENTO
27/05/2015 17:43 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:13 -02

NET diz que vai demitir funcionário e sugere que cliente faça BO após assédio via Whatsapp

Reprodução

Após a denúncia de assédio por parte de funcionários da NET pela jornalista Ana Prado, a empresa informou, em comunicado oficial, que está investigando o caso e pretende demitir o funcionário que fez uso indevido das informações da cliente.

O comunicado diz que a empresa "tomará todas as medidas cabíveis para apurar, identificar e afastar sumariamente qualquer colaborador ou prestador de serviço que faça uso indevido de informações pessoais, confidenciais e sigilosas" dos clientes e que quer apurar todos os casos em esfera criminal.

A direção da NET entrou em contato com Ana no começo da tarde desta quarta-feira (27) e informou que o caso está sendo investigado com seriedade -- e que o objetivo é que a história dela se torne um exemplo. Para isso, Ana foi orientada a fazer um boletim de ocorrência e levar o caso ao âmbito judicial.

Em um novo post em sua página do Facebook, a jornalista relata o que ouviu da empresa. Segundo Ana, a NET afirma que casos como esses não chegam até a ouvidoria e, com essa repercussão e o surgimento de novas histórias, a empresa estuda criar um canal exclusivo para denúncias de assédio.

"O dano causado à empresa foi muito grande, a repercussão foi imensa. A diretoria inteira está reunida nesse caso. Estamos pensando em criar um CANAL só para receber denúncias, pois casos assim NÃO CHEGAM ATÉ NÓS. Com o B.O., teremos o suporte necessário para poderemos fazer desse caso um EXEMPLO".

Minha vida ficou bem bizarra desde ontem à noite e ficou impossível responder todo mundo que se manifestou. Mas queria...

Posted by Ana Prado on Quarta, 27 de maio de 2015


Ana destaca ao final do post: "Eu não sei se é verdade que ninguém reclama -- acho que até pode ser, porque eu mesma não faria nada se o cara não tivesse sido tão insolente. Lição dessa história toda: CONTINUEM DENUNCIANDO" .

Leia a nota da NET na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Com base nas informações tornadas públicas pela cliente Ana Prado em 26/05/2015, a NET informa que está averiguando o fato relatado e tomará todas as medidas cabíveis para apurar, identificar e afastar sumariamente qualquer colaborador ou prestador de serviço que faça uso indevido de informações pessoais, confidenciais e sigilosas de nossos clientes;

Estamos, ainda, solicitando à cliente para que faça registro de um Boletim de Ocorrência na Polícia, a fim de que o fato seja apurado também na esfera criminal;

Cumpre ainda esclarecer a todos os nossos clientes que tratamos suas informações pessoais com as mais rigorosas práticas e políticas de proteção ao sigilo. Todos os prestadores de serviços da companhia estão obrigados contratualmente a assegurar a proteção dos dados dos consumidores e são proibidos de utilizar estas informações para qualquer outro fim. Também ficam cientes das sanções contratuais, cíveis e criminais aplicáveis em caso de descumprimento;

Além disso, os colaboradores envolvidos em atividades de atendimento ao cliente têm acesso aos dados estritamente necessários para executar suas funções, sempre de forma individualizada e rastreável.

Atenciosamente

NET

ATUALIZAÇÃO:

A NET emitiu uma nova nota de esclarecimento nesta quinta-feira (29), informando que o funcionário foi identificado e foi demitido. E ainda diz que "não mede esforços em zelar pela integridade e sigilo das informações de seus clientes e tomará todas as medidas necessárias para coibir qualquer prática em desacordo com o código de ética da empresa". Leia na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO COMPLEMENTAREm complemento à nota de esclarecimento publicada ontem, informamos que o...

Posted by NEToficial on Quinta, 28 de maio de 2015

LEIA MAIS:

- Este homem assediou uma mulher. E se deu MUITO mal

- De quem é a responsabilidade por um estupro dentro de um táxi?