ENTRETENIMENTO
25/05/2015 18:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Filhas de B.B. King dizem que cantor foi envenenado por empresária

Paul A. Hebert/Invision/AP
BB King performs at Club Nokia on November 11, 2011 in Los Angeles (Photo by Paul A. Hebert/Invision/AP)

Duas filhas do cantor e guitarrista B.B. King disseram acreditar que seu pai morreu envenenado. De acordo com Karem Williams e Patty King, os autores do crime são a empresária do cantor, LaVerne Toney, e seu assistente pessoal, Myron Johnson.

"Acredito que meu pai foi envenenado", disse Patty King em declaração entregue à Associated Press por sua advogada, Larissa Drohobyczer.

O tenente da polícia de Las Vegas, Ray Steiber, disse que o caso ainda está sendo investigado. Resultados da autópsia realizada neste domingo no corpo do músico devem ficar prontos em dois meses.

"Elas têm feito acusações desde sempre. O que tem de novo?" disse Tony, que trabalhou com o astro durante 39 anos. Segundo a Associated Press, Toney foi designado no testamento de B.B. King como inventariante de um conjunto de bens que podem chegar a 10 milhões de dólares.

Já Johnson, assistente pessoal de B.B. King, estava ao lado do cantor na hora de sua morte. Não havia membros da família no local.

B.B. King morreu em Las Vegas (EUA), no dia 14 de maio, aos 89 anos. King sofria de diabetes.

(Com informações da Associated Press)