NOTÍCIAS
19/05/2015 18:37 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

O fotógrafo Vincent Cianni conta as histórias dos gays no Exército norte-americano

Divulgação/Vincent Cianni


O livro de 2014 de Vincent Cianni, Gays in the Military, é um relato fotográfico e pessoal da vida sob a proibição de gays no Exército dos EUA, que começou em 1949 e foi seguida pela política Don't Ask Don't Tell (DADT), que começou em 1993.

O DADT era um compromisso dizendo que você podia ser gay e servir o Exército, mas só se mantivesse isso em segredo. Quem tinha um parceiro do mesmo sexo não podia nem contar para os colegas soldados se ele ficasse doente ou morresse.

Mas, para os gays servindo o Exército, o caminho até 2011 – quando a política foi mudada – era cheio de sofrimento em silêncio, transtorno de stress pós-traumático e, em alguns casos, suicídio.

Hoje, servir o exército ainda pode ser uma experiência cheia de preconceitos.

gay

O livro de Cianni tem fotografias e entrevistas reunidas em viagens por todos os EUA durante três anos. Ele perguntou a pessoas LGBT o que as fez querer servir a uma instituição que não as aceitava, e os efeitos de longo prazo que isso teve nelas.

Os temas vão de um veterano de 92 anos da Segunda Guerra Mundial a soldados que serviram recentemente no Afeganistão.

[Continue lendo aqui]

gay

LEIA MAIS:

- A menina que viverá para sempre

- Quem é o cara que tenta recuperar a roubalheira em Brasília