NOTÍCIAS
13/05/2015 21:13 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Vaticano diz ter fechado primeiro tratado com Estado da Palestina

Hossam el-Hamalawy حسام الحملاوي/Flickr
<a href="http://bighugelabs.com/onblack.php?id=6409085773&amp;size=large" rel="nofollow">View On Black</a> Protester carrying Palestine flag, Tahrir Square, 6 May 2011…

O Vaticano concluiu seu primeiro tratado que reconhece formalmente o Estado da Palestina, um acordo para atividades da Igreja Católica em áreas controladas pela Autoridade Palestina, informou a Santa Sé nesta quarta-feira.

O acordo "visa melhorar a vida e as atividades da Igreja Católica e seu reconhecimento na esfera judicial", disse o monsenhor Antoine Camilleri, vice-ministro de Relações Exteriores do Vaticano, que liderou uma delegação de seis pessoas nas negociações.

O texto do tratado foi concluído e será assinado oficialmente pelas respectivas autoridades "no futuro próximo", informou um comunicado conjunto emitido pelo Vaticano.

Autoridades do Vaticano disseram que, apesar da importância do acordo, o documento não representa o primeiro reconhecimento do Estado da Palestina pela Santa Sé.

"Nós reconhecemos o Estado da Palestina desde quando recebeu reconhecimento da Organização das Nações Unidas, e já está listado como Estado da Palestina em nosso anuário oficial", disse o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

Em 29 de novembro de 2012, a Assembleia-Geral da ONU adotou uma resolução reconhecendo a Palestina como Estado observador não-membro. A decisão foi saudada à época pelo Vaticano, que também ocupa a posição de observador não membro na ONU.