NOTÍCIAS
12/05/2015 15:51 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Blogueiro que criticava extremismo religioso é morto a golpes de facão em Bangladesh; caso é o terceiro no ano

AP Photo

Um blogueiro foi morto a golpes de facão em Bangladesh nesta terça-feira (12), no terceiro caso em menos de três meses de assassinato de um crítico do extremismo religioso na nação de maioria muçulmana.

Ananta Bijoy Das, um blogueiro que defendia o secularismo, foi atacado por quatro agressores mascarados no distrito de Sylhet, no nordeste do país, nesta terça-feira de manhã, disse à Reuters o alto funcionário da polícia Mohammad Rahamatullah. Segundo Rahamatullah, Das era um banqueiro de 33 anos de idade.

Ele também era editor da revista científica "Jukti", que significa "lógica", e integrava o conselho consultivo do "Mona Mukto" (Mente Livre), um site que divulga o racionalismo e se opõe ao fundamentalismo islâmico, fundado pelo blogueiro Avijit Roy, com base nos Estados Unidos.

O próprio Roy foi morto a machadadas em fevereiro quando regressava com a mulher de uma feira de livros em Daca. A mulher, Rafida Bonya Ahmed, sofreu ferimentos na cabeça e perdeu um dedo. Em entrevista à Reuters nos Estados Unidos publicada esta semana, Ahmed qualificou o assassinato do marido como "um ato do terrorismo mundial".

De acordo com o serviço de monitoramento SITE, o grupo militante islâmico Ansar al-Islam Bangladesh afirmou que a rede Al Qaeda no Subcontinente Indiano tinha reivindicado a responsabilidade pelo ataque.

O braço regional da rede Al Qaeda não emitiu uma declaração sobre o assassinato, mas o Ansar afirmou manter laços com a organização e anteriormente fez declarações semelhantes, depois confirmadas pela Al Qaeda, disse o SITE.