NOTÍCIAS
06/05/2015 11:33 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Polícia alemã prende quatro pessoas por planejar ataques contra refugiados e muçulmanos

AP Photo

A polícia alemã deteve quatro pessoas suspeitas de criar um novo grupo de extrema direita, autodenominado a "Sociedade da Velha Escola", com o objetivo de realizar atentados com bombas contra mesquitas, muçulmanos salafistas e abrigos para pessoas em busca de asilo.

"As investigações mostram que o objetivo do grupo era realizar ataques na Alemanha em pequenos grupos contra salafistas conhecidos, mesquitas e requerentes de asilo que estão em abrigos", disse a procuradoria pública alemã em um comunicado.

"Para esse fim, pelo que sabemos até agora, quatro pessoas detidas obtiveram explosivos para possíveis ataques terroristas do grupo", diz o texto da procuradoria, acrescentando que ainda não está claro se eles "já tinham alvos ou datas específicas em mente".

As autoridades identificaram os quatro -todos eles cidadãos alemães- como sendo Andreas H., 56 anos, que era o "presidente" do grupo, o "vice-presidente" Markus W., 39 anos, Denise Vanessa G., de 22 anos, e Olaf O., de 47 anos. A Alemanha só identifica os suspeitos pelos primeiros nomes e iniciais.

Em 2011, a Alemanha ficou chocada com as revelações de que uma pequena célula de direita havia assassinado nove imigrantes e uma policial, além de promover atentados e assaltos a bancos.

LEIA TAMBÉM:

- Islamofobia na Europa: Discriminação de muçulmanos e resposta ao terrorismo

- Atos islamofóbicos aumentam 500% na França após Charlie Hebdo