NOTÍCIAS
04/05/2015 20:45 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Nova plataforma online quer construir políticas públicas

GettyImages

É consenso que a política brasileira precisa mudar. Por mais que as redes sociais sejam palco de muita discussão, falta algo que lhes dê um sentido, mas o potencial é grande. Para aproveitar essa energia, hoje (04) foi lançado o projeto Plataforma Brasil, que tem como objetivo "a construção coletiva de políticas públicas".

O primeiro tema a ser tratado na ferramenta é “Reforma Política do Século 21”. Qualquer pessoa poderá utilizar a Plataforma, que é integrada às redes sociais, para definir e aprofundar a discussão de como deve ser uma reforma política, utilizando toda a capacidade tecnológica disponível atualmente.

Além dos temas já estabelecidos na agenda da reforma política, como distritão ou financiamento de campanha, a Plataforma discutirá também o novo sistema político: voto pela internet, crowdfunding em campanhas eleitorais, projetos de lei de iniciativa popular pela internet, entre outros.

A plataforma foi criada pelo mesmo grupo que esteve envolvido na criação do Marco Civil da Internet, em 2009. É o Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) do Rio, com apoio da Open Society Foundations e do Instituto Arapyaú.

plataforma brasil

"A Plataforma será uma iniciativa permanente para a construção de políticas públicas. Graças à nossa experiência com o Marco Civil, temos certeza de que a tecnologia pode ser usada para melhorar a construção de de políticas públicas", afirmou Ronaldo Lemos, diretor do ITS Rio.

Ele explica que "o segundo ciclo de debate já está sendo programado e será em torno de segurança pública. Logo depois disso, aprofundaremos o uso da Plataforma para lidar com entes federativos distintos, incluindo os Estados e Municípios. Nossa visão é de que há um déficit de participação".

Cada tema será debatido em três fases. Primeiro os participantes são convidados a priorizar as pautas que consideram mais importantes. Depois essas pautas são discutidas entre os participantes. Por fim, as discussões são compiladas em documentos relatando as soluções propostas para cada temática discutida.

Questionado sobre como esse processo irá influenciar o poder público, Lemos explica que cada consulta pública terá uma estratégia específica para que o resultado seja implementado:

"No caso da Reforma Política do Século 21, que é o primeiro debate pela plataforma, estamos fazendo uma grande articulação em torno do tema, da mesma forma que fizemos com o Marco Civil, e concentrando esforços a partir da Plataforma. Desse modo, quando o resultado final surgir, ele será bastante focado e prático e será cobrado por um grande grupo de atores da sociedade que estão se uniram em torno da sua formulação. E é claro, usaremos a internet para fazer essa cobrança da implementação também".

Para participar da Plataforma Brasil, basta entrar no site do projeto e se cadastrar com e-mail ou conta do Facebook.

LEIA MAIS:

- Acorrentado, professor faz greve de fome contra altos salários de vereadores

- Sem dinheiro, ministro diz que seria 'inútil' reabrir as inscrições do Fies

- ASSISTA: Cliente é agredida violentamente por PM em banco de SP