NOTÍCIAS
04/05/2015 15:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

8 chefes revelam as perguntas que gostam de fazer na hora de entrevistar um candidato

Jordan Strauss/Invision/AP
Oprah Winfrey arrives at the 30th Film Independent Spirit Awards on Saturday, Feb. 21, 2015, in Santa Monica, Calif. (Photo by Jordan Strauss/Invision/AP)

Quando Oprah entrevista um potencial contratado, sabe exatamente como descobrir se o candidato vai se encaixar não só na vaga como na empresa como um todo. O segredo? Fazer perguntas surpreendentes e inesperadas, que revelem a personalidade por trás do currículo.

Ela não é a única a usar essa tática. Perguntas pouco convencionais em entrevistas de emprego podem ajudar o contratante a tomar decisões melhores na hora da contratação. Quanto mais compatível for a pessoa com a equipe e a gerência, mais provável que ele continue na vaga.

Segundo a RoundPegg, uma empresa que presta consultoria de cultura corporativa, 89% dos novos funcionários saem do emprego logo depois da contratação por não combinar com a cultura do novo trabalho.

Com isso em mente, eis oito perguntas singulares que podem revelar muito sobre potenciais funcionários.

“Qual é sua prática espiritual?”

Oprah Winfrey

oprah winfrey

Quando entrevistou candidatos para liderar a Oprah Winfrey Network, Winfrey fez perguntas cujo objetivo era revelar o equilíbrio interno dos candidatos. Ela queria saber se suas personalidades combinariam com a empresa, segundo o Business Insider. Sua pergunta sobre práticas espirituais também tinha a intenção de fazer os candidatos falarem sobre o que faziam para si mesmos e como se mantinham centrados, disse a apresentadora.

“Qual foi a última fantasia que você usou?”

David Gilboa, co-CEO da Warby Parker

david gilboa

Essa pergunta quer descobrir se os funcionários vão se adequar ao valor central da empresa de “injetar alegria e estranheza no trabalho, na vida e em tudo o que fazemos”.

Também tem a ver com vulnerabilidade, um tema tratado pelo co-CEO Neil Blumenthal em uma entrevista com o The Huffington Post em 2013.

“Quanto mais confiança você tiver, mais vulnerável poderá ser”, disse ele. “Quando as pessoas enxergam sua vulnerabilidade, elas provavelmente depositam mais confiança mais em você.”

“O que você faria em caso de um apocalipse zumbi?”

Ashley Morris, CEO da Capriotti Sandwich Shop

Morris disse ao Business Insider que a ideia por trás da pergunta é ter uma noção do que os funcionários fariam sob pressão. Como não há resposta correta, a pergunta também tem a ver com diversão.

“A esperança é descobrir como é essa pessoa por dentro, o que é realmente importante para ela. Qual é moral dela, se ela vai se encaixar na nossa cultura”, disse Morris.

“Como você gostaria que sua vida estivesse em cinco anos?”

Arianna Huffington, editora-chefe do Grupo Huffington Post Media

ariana huffington

Huffington, que entrevista pessoalmente cada potencial contratado, faz essa pergunta para descobrir o que realmente importa para as pessoas.

“Para mim, a coisa mais importante da entrevista é a autenticidade da pessoa”, disse ela ao Business Insider em 2013.

“Em que época da sua vida você esteve mais satisfeito?”

Dick Cross, fundador e CEO da Cross Partnership

Trata-se de encontrar os funcionários com o caráter certo, disse Cross ao jornalista Jeff Haden em 2014.

“Essa pergunta abre as portas para um tipo diferente de conversa, na qual eu forço para enxergar a combinação entre a vida na minha empresa e o que essa pessoa precisa para ser seu melhor e o melhor na minha empresa, comparado com o que ele ou ela poderia ser em outro lugar”, disse o CEO da consultoria.

“Me conte algo que seja verdade e com o que ninguém concorda com você.”

Peter Thiel, co-fundador do PayPal

peter thiel

Thiel admite que essa pergunta é um desafio para os candidatos, mas os força a demonstrar que conseguem pensar rápido.

“Ela meio que testa a originalidade do pensamento e sua coragem de falar no contexto difícil de uma entrevista de emprego, em que às vezes é constrangedor dizer algo com que o entrevistador não concorde”, disse Thiel em entrevista à Forbes em 2012.

“Qual é seu superpoder... ou espírito animal?”

Ryan Holmes, CEO da Hootsuite

O presidente da empresa de tecnologia diz que essa pergunta pode gerar insights surpreendentes sobre os hábitos de trabalho de um potencial funcionário.

“Durante a entrevista, perguntei para minha assistente executiva qual era o animal favorito dela”, disse Holmes a Jeff Haden. “Ela disse que era o pato, pois eles são calmos na superfície mas se viram como podem para fazer as coisas funcionar embaixo d’água.”

“Perguntaria sobre sua família atual e seu histórico familiar.”

Howard Schultz, CEO da Starbucks

howard schultz

Se Schultz pudesse fazer só duas perguntas numa entrevista de emprego, ambas seriam sobre a família, disse ele ao The New York Times em 2010. A intenção, diz Schultz, é medir o nível de paixão de que o entrevistado é capaz.

“Se você não ama o que está fazendo com entusiasmo e uma paixão desenfreada, não vai ser bem-sucedido quando encontrar obstáculos”, disse Schultz. “Estamos num negócio de emoção, e preciso estar cercado por pessoas que entendam isso e tenham uma afeição visceral pelo negócio.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

Será que você passaria? As perguntas mais bizarras já feitas em entrevistas de emprego em grandes empresas

Será que Jobs, Gates e Zuckerberg teriam chance numa entrevista de emprego?

Seis erros comuns que podem te fazer perder uma oportunidade de emprego