NOTÍCIAS
30/04/2015 21:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Pais acusam hospital de trocar bebês de sexos diferentes em SP

Reprodução/Facebook

Os pais de dois bebês nascidos nessa quarta-feira (29) acusam a maternidade Santa Joana, em São Paulo, de ter trocado as crianças horas após o nascimento.

Ana Paula Silveira conta, em entrevista ao site da Veja SP, que após esperar por muitas horas até que a filha chegasse ao quarto, seu marido, Victor Hugo Paulino, foi até o berçário em busca de informações. Lá, as enfermeiras pareciam apreensivas e pais comentavam sobre uma suposta troca de pulserinhas entre bebês.

O bebê finalmente chegou ao quarto, oito horas após o parto, a mãe estranhou a criança: “Minha filha estava toda vestida de azul e com a pulseirinha com o nome da outra mãe”, contou Ana Paula ao Estado de S. Paulo. Foi aí que o pai pediu para a enfermeira tirar a roupa do bebê que, na verdade, era um menino.

No quarto ao lado, estavam os pais do bebê, também desesperados, após receberem uma menina no lugar do filho recém-nascido. À Veja SP, Ana Paula contou que foram minutos de pânico. Uma parente da outra mãe ouviu a gritaria e correu com o bebê até o quarto, desfazendo a troca.

Gente minha sobrinha Alice com roupa de menininho e com a pulseirinha com nome de outra mãe!!!!Me diz aonde já se viu...

Posted by Dayane Barreto on Quarta, 29 de abril de 2015


Por meio de nota, a maternidade, que é uma das maiores da capital, informou que está investigando o caso:

“O Hospital e Maternidade Santa Joana informa que instalou um comitê interno para acompanhar a apuração dos fatos relatados. Ao mesmo tempo, o Hospital esclarece que conta com tecnologia avançada de controle neonatal e materno. Pelos procedimentos-padrões e recursos tecnológicos da Maternidade, não seria possível que este evento confirmasse. Portanto, pelas normas de segurança em vigor na instituição é impossível que uma criança saia do Hospital sem a presença de sua mãe biológica.”