MUNDO
16/04/2015 21:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

As cidades mais caras para marcar um encontro

Shutterstock / Andresr

Pagar a conta em encontros (quase) sempre é uma situação delicada: dividir ou não? Para aqueles que sempre bancam as saídas, um estudo do banco alemão Deutsche Bank pode fazê-los repensar sobre o assunto.

O levantamento anual World's Prices 2015 mostrou as cidades ao redor do mundo onde é mais caro ter um encontro. A programação inclui comer dois lanches no McDonald's (rede presente em quase todos países), beber uma cerveja cada, dois ingressos para cinema e uma corrida de táxi.

Os preços de cada item foram coletados de cidades de 19 países e comparados com os praticados em Nova York, Estados Unidos, uma das mais caras do mundo.

Para quem quer um romance, São Francisco pode ser um péssimo local para isso. Ela está no topo do ranking, com um gasto de US$ 104, se optar pela programação descrita acima. Tóquio, no Japão, vem em seguida, com um custo de US$ 103,5 por casal, acompanhado por Londres, onde um encontro não sairá por menos de US$ 99,8.

São Paulo e Rio de Janeiro não ficaram fora da lista. Para ter um encontro na capital paulista, um casal terá de desembolsar o equivalente a US$ 52,3 e, no Rio de Janeiro, sairá por volta de US$ 48,5. A instituição lembrou que o Brasil é o país mais caro entre os emergentes - situação que deve mudar neste ano, devido à crise econômica e desvalorização do real.

Já as cidades mais baratas para um date estão na Índia. Em Mumbai, comer McDonald's, beber cerveja, pegar um táxi e assistir um cineminha não sai por mais de US$ 24,7 e, em Bangalore, US$ 25,5.

Veja as 15 cidades que você deve evitar usar o Tinder (rs):

Cidades mais caras para um encontro