NOTÍCIAS
15/04/2015 18:40 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

PT anuncia afastamento do tesoureiro João Vaccari Neto após prisão

Cassiano Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo

O Partido dos Trabalhadores anunciou na tarde desta quarta-feira (15) o afastamento do tesoureiro do partido, João Vaccari Neto. De acordo com a nota assinada pelo presidente do PT, Rui Falcão, a saída foi um pedido do próprio Vaccari, por "questões de ordem prática e legal".

Vaccari foi preso na manhã desta quarta-feira por policiais federais durante a 12ª fase da Operação Lava Jato. O agora ex-tesoureiro do PT virou réu no processo que investiga esquema de corrupção na Petrobras e outros órgãos federais, e foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Na nota, o presidente do PT classificou a prisão como "injustificada visto que, desde o início das investigações, ele sempre se colocou à disposição das autoridades para prestar qualquer esclarecimento que lhe fosse solicitado".

Falcão também reafirmou sua confiança em Vaccari e disse que advogados do partido devem entrar com um pedido de liberdade para que ele seja solto "o mais rápido possível.

Durante depoimento na CPI da Petrobras, na semana passada, Vaccari Neto negou que tenha recebido doações ilegais de empresas que participaram do esquema na estatal. O petista, no entanto, admitiu ter ido ao encontro do doleiro Alberto Youssef e admitiu conhecer vários empresários presos na operação Lava Jato.

LEIA MAIS

Operações suspeitas: os indícios contra o tesoureiro do PT