COMPORTAMENTO
12/04/2015 17:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:47 -02

9 sinais de que seu casamento estava condenado ao fim desde o começo

getty images

Às vezes, amarelar é um sinal de algo muito mais sério do que um caso de nervosismo antes do casamento.

Quais dúvidas são particularmente um pressentimento antes do casamento? Abaixo, especialistas analisam nove sinais de que seu relacionamento podia estar condenado desde o início.

1. Vocês eram simplesmente muito diferentes.

Ele é conservador, ela é de esquerda. Os fins de semana dela são preenchidos com CrossFit e volêi; a vida dele é centrada nos torneios do jogo online League of Legend. Todo mundo gosta de idealizar o relacionamento dos “opostos que se atraem” mas, na prática, essas diferenças frequentemente anulam o que há de melhor no casal, especialmente quando também existem problemas de comunicação, disse a advogada especialista em divórcios, Morghan Richardson.

“Na vida real, a dinâmica que estimulou o namoro pode no final das contas corroer o casamento se o casal não aprender como cultivar as habilidades de comunicação”, disse. “Como você deve ter aprendido logo no início, para alguns conflitos —especialmente os relacionados às crenças religiosas — é praticamente impossível encontrar um meio termo.”

2. Seu parceiro monopolizava todo seu tempo.

É completamente compreensível que você queria passar todos os momentos ao lado do seu parceiro quando se conheceram. Mas, se o seu namorado ou namorada ficava com ciúmes quando você estava com os amigos ou com a família, teria sido a hora de ter dado um grande passo atrás, disse Jim Walkup, terapeuta familiar e de casais.

“Agora você deve lembrar do interrogatório desconfiado e ciumento de seu parceiro sobre qualquer coisa que você fazia sem ele ou ela e, se tentasse tranquilizar a situação, recebia desconfiança em troca”, disse Walkup. “Hoje provavelmente você reconhece aquilo como uma necessidade de controle. Infelizmente, é uma falha de caráter profundamente arraigada que, muitas vezes, não é abordada nos relacionamentos.”

3. Garçons eram tratados como cidadãos de segunda classe.

Qual é a melhor forma de ter uma rápida ideia do caráter de um parceiro logo no começo? Veja como ele ou ela trata os garçons em um restaurante. Se o tratamento for grosseiro, você tem todo o direito de dizer “a conta, por favor” e sair correndo, aconselha Karyl McBride, terapeuta familiar e de casais e escritora.

“Se o seu ex ou sua ex tratava mal os outros em público — como, por exemplo, ao ser indelicado com os garçons —, ou em geral dava a entender que suas necessidades deveriam ser atendidas imediatamente, o alarme deveria ter soado”, disse McBride. “Normalmente, a forma pela qual uma pessoa trata as outras é como ela vai acabar tratando você e seus filhos no longo prazo.”

4. Vocês nunca falaram sobre o futuro.

Não é necessariamente excitante traçar planos para o futuro financeiro como casal. Mas um entendimento mínimo sobre os desejos do parceiro para os próximos anos poderia ter ajudado a evitar o divórcio, disse Krista Barth, advogada especialista em divórcio na Flórida, Estados Unidos. “Desde o começo, você deveria saber se o seu cônjuge estava afundando em dívidas ou mantendo a aparência de ter dinheiro do que na verdade ganhando”, disse Barth. “Essa é uma informação vital.”

5. O sexo era medíocre, na melhor das hipóteses.

O sexo não vai ser alucinante em todas as fases do seu relacionamento. Ainda assim, se não era lá essas coisas, você pode ter cometido um grande erro ao ter se casado, disse Abby Rodman, psicoterapeuta e autora de Should You Marry Him?: A No-Nonsense, Therapist-Tested Guide to Not Screwing Up the Biggest Decision of Your Life (Você Deve Se Casar com Ele? Um Guia Nonsense Testado por Terapeuta Para Não Arruinar a Maior Decisão de Sua Vida).

“Se comprometer pela vida inteira com uma pessoa com a qual a vida sexual é morna, raramente é uma boa ideia”, disse a especialista. “Talvez você tenha pensado que as boas qualidades de seu parceiro compensariam uma vida sexual não tão boa.” No final, você e a sua libido se deram conta de que o compromisso não foi para melhor, disse a terapeuta.

6. Havia agressão verbal

Não é fácil identificar um parceiro verbalmente abusivo nas primeiras fases do relacionamento — ele ou ela estão muito ocupados tentando encantar e conquistar o parceiro, disse a especialista em relacionamentos Marina Sbrochi. Dito isso, há sinais de alerta que devem ser observados no futuro.

“Seu parceiro pode insultá-lo e rapidamente alegar que estava brincando quando você reclamou”, disse Sbrochi. “Mas, lentamente, a necessidade de controle aumentou, assim como os insultos.”

Nenhum relacionamento é perfeito e, às vezes, as pessoas dizem coisas sem intenção, reconhece Sbrochi. “Mas as pessoas normais se desculpam e não voltam a fazê-lo. Pouco a pouco, os agressores verbais assumirão o controle, fazendo você perder o seu.”

7. Amigos e família não apoiavam o relacionamento.

Seu companheiro ou companheira nunca seria amado universalmente por todo mundo que faz parte da sua vida. Ainda assim, você deveria ter parado para pensar, caso houvesse um consenso geral entre amigos e família que seu parceiro não era a pessoa certa, disse Walkup.

“As pessoas próximas podem ter dito que você estava se tornando uma pessoa que eles não reconheciam, e você pode ter começado a evitar o ‘feedback’ deles”, explicou o terapeuta especialista em casamentos. “Sempre que seu parceiro começa a afastá-lo de valores que outros sabem que são importantes para você, é motivo para se preocupar.”

8. Vocês não tomavam decisões sobre carreiras juntos.

Mesmo os melhores planos de carreira podem ser interrompidos pelos altos e baixos do mercado de trabalho. Se vocês nunca conversaram sobre suas ambições profissionais — como reagiriam se as coisas não funcionassem como planejado —, já havia uma enorme desvantagem, disse Richardson.

“Tivemos vários casos onde um marido ou esposa pareciam ser ambiciosos: estudar para conseguir um diploma de nível superior ou se esforçar para conseguir credenciais americanas para estudar no exterior”, explicou a advogada especialista em divórcio. “Quando aqueles esforços fracassaram, eles desistiram, o que fez o outro parceiro se sentir traído. É necessário planejar para o melhor e para o pior.”

9. Você sentiu que deveria mudar por seu parceiro.

Você quer ser a melhor versão de si mesmo quando está em um relacionamento. Se o seu parceiro sutilmente ou não tão sutilmente sugeria que você precisava mudar, já deveria ter sido um alerta, disse Rodman.

“Poderia ser uma pequena mudança que sempre o irritou, ou uma que mudou sua vida e o fez pensar como iria conseguir se comprometer”, disse a psicoterapeuta. “Nem é preciso dizer que qualquer relacionamento no qual você não possa ser autêntico enfrentará uma situação complicada desde o começo.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

Ciência mostra as principais características para o sucesso do casamento -- ou sua ruína

Veja por que a ideia do "casamento tradicional" é uma completa besteira

Casar-se com melhor amigo é o segredo da felicidade