NOTÍCIAS
04/04/2015 12:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Líder do movimento Brasil Livre, Kim Kataguiri desafia Jean Wyllys: 'Me dá uma surra intelectual'

Montagem/Youtube/Facebook

Além de enfrentar a ira de quadros conservadores da Câmara, como os deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Marco Feliciano (PSC-SP), o deputado Jean Wyllys (PSol-RJ) ganhou um novo — e poderoso — inimigo nesta semana: o jovem Kim Kataguiri, líder do movimento Brasil Livre e um dos articuladores dos protestos de 15 de março — que levaram dois milhões às ruas.

A tensão começou depois que a Folha de S.Paulo publicou um artigo assinado por Kataguiri e um colega sobre os problemas da gestão petista.

No programa Havana Connection, Wyllys criticou o espaço que o jornal abriu para o rapaz, que tachou de "analfabeto político":

"É um garoto de 19 anos que ganhou espaço na Folha de S.Paulo. Ele é o 'mentor intelectual' desse movimento. É um analfabeto político que defende Estado microscópico e toda essa ideologia ultraliberal."

Kataguiri devolveu as críticas com um vídeo em que chama Wyllys de "figura patética" e desafiou o "ex-BBB que entrou puxado porque não tinha votos para se eleger sozinho" a um debate sobre República e modelos econômicos.

"Me dá uma surra intelectual, você, que é esse ser iluminado", provocou.

A artilharia forte se baseou nas supostas incoerências do parlamentar:

Jean Wyllys propôs 29 projetos de lei e conseguiu a aprovação de dois, de acordo com o site do Correio Braziliense.