POLÍTICA
02/04/2015 22:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Thomaz Alckmin, filho do governador de São Paulo, morre em acidente de helicóptero em Carapicuíba

Montagem / Agência Estado

O filho mais novo do governador Geraldo Alckmin, Thomaz Rodrigues Alckmin, morreu nesta quinta-feira (2) no acidente de helicóptero em Carapicuíba, na Grande São Paulo. O acidente ocorreu às 17h10, em um condomínio localizado na altura do km 26 da Rodovia Castello Branco (Grande São Paulo).

A aeronave chegou a atingir uma casa em construção, mas ninguém em solo ficou ferido. Ele tinha 30 anos e era piloto de helicóptero. Auxiliares do governador informaram, no entanto, que Thomaz estava como copiloto no momento do acidente. Além do filho do governador, outras quatro pessoas morreram.

Thomaz era casado e deixa duas filhas.

O diretório estadual do PSDB emitiu uma nota de pesar, lamentando a morte.

"Neste momento de grande tristeza, só posso desejar à família e a todos que tiveram o prazer de conviver com Thomaz, força e sabedoria para enfrentar este momento de dor. É, sem dúvida, uma grande perda.

Nossos corações e orações estão com a família Alckmin neste momento. Que a fé que sempre os guiou os ampare e dê forças para enfrentar tão difícil momento."

Em nota, o Palácio dos Bandeirantes confirmou a morte e afirmou que vai divulgar informações sobre o velório e enterro de Thomaz mais tarde.

"Sob o impacto dessa tragédia, a família Alckmin, inconsolável, agradece as manifestações de pesar e carinho e busca conforto na fé que sempre a alimentou. Seus pensamentos e preces se estendem às famílias das outras vítimas."

Segundo informações da Veja, os corpos das cinco vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), em São Paulo.

A aeronave modelo EC 155, prefixo PPLLS, foi fabricada pela Eurocopter e pertencia ao grupo Seripatri Participações, do empresário José Seripieri. A companhia informou que o helicóptero tinha apenas quatro anos de uso e estava com a documentação e manutenção "rigorosamente em ordem".

Leia abaixo a íntegra da nota.

"A Seripatri lamenta profundamente a morte dos quatro ocupantes do helicóptero de propriedade da empresa, em um trágico acidente na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira (2/4). Ocupavam a aeronave o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção. O acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva. O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem. Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri está prestando toda a assistência necessária aos familiares das vítimas, bem como já destacou profissionais para acompanhar junto às autoridades as investigações das causas do acidente."

(Com informações das agências de notícias.)