NOTÍCIAS
31/03/2015 20:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Falha no sistema e preço de até R$4.600 geram críticas à venda de ingressos para Olimpíadas

Divulgação

Mal foi anunciada a venda de ingressos para os Jogos Olímpicos de 2016 e já começou a avalanche de críticas. O sistema de compra, que passa por uma solicitação via Internet e depois um sorteio, foi questionado por alguns internautas, mas os preços e uma falha no sistema acabaram se tornado o grande alvo de ataques.

O preço para assistir as festas de abertura e encerramento, que custam até R$4.600 e R$3.000, respectivamente, receberam reclamação de muitas pessoas que consideram o preço absurdo. Nem a possibilidade de parcelar a compra em até cinco vezes acalmou alguns ânimos.

A diferença de preço entre jogos masculinos e femininos também foi questionada. Algumas pessoas acreditam que o esporte feminino está sendo desvalorizado pelos organizadores da competição.

Quem não tem cartão da Visa, patrocinadora oficial do evento, também enfrentou problemas na compra, conforme notícia do UOL. Isso aconteceu porque é necessário informar um número de um cartão de crédito emitido pela empresa para finalizar o pedido de ingressos.

Quem não tem um cartão Visa precisa acessar um outro site para providenciar um cartão virtual da bandeira e aí sim conseguir concluir sua encomenda de entradas olímpicas.

O Comitê Rio-2016 confirmou que, sem o número do cartão virtual não possível concluir a solicitação de ingressos. A Visa pediu desculpas e informou que profissionais já trabalham para solucionar a falha, mas as piadas foram inevitáveis.

LEIA MAIS:

- Valendo! Ingressos para as Olimpíadas começam a ser vendidos hoje

- ASSISTA: Animação sobre Olimpíadas no Brasil parece ter saído dos EUA

- Promessa do boxe brasileiro se profissionaliza e desfalca Brasil no Rio 2016