NOTÍCIAS
30/03/2015 13:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Carona solidária: Pais aderem à aplicativo de carona para evitar trânsito ao deixar e buscar as crianças na escola

Montagem/Estadão Conteúdo

Para evitar o trânsito, economizar combustível e até fazer novos contatos, estudantes de colégios e universidades de São Paulo têm recorrido às chamadas caronas inteligentes. Além das costumeiras "camaradagens" entre pais ou colegas, agora eles usam sites e aplicativos que auxiliam no processo.

O Colégio Bandeirantes, na zona sul de São Paulo, foi pioneiro. A instituição adotou neste mês uma plataforma que interliga os pais por proximidade física e idade dos filhos. A tendência é que o sistema se expanda para pelo menos outras seis escolas, que já se cadastraram, como o Santa Cruz e Piaget, ambos da capital, mas que ainda não o implementaram.

A proposta já teve adesão de grande parte dos pais, segundo o colégio. O perfil dos usuários é o dos que enfrentam dificuldades com o rodízio de placas, horários variados de saída dos filhos ou até mesmo a demora do trajeto que hoje fazem as peruas escolares. "Agora tenho a possibilidade de encontrar outros pais cujos horários batem com os das minhas filhas", disse a funcionária pública Gláucia Cotait, de 49 anos, mãe de gêmeas.

Hoje, as meninas vão ao Bandeirantes com a perua, mas devem aderir ao sistema. A principal reclamação de Gláucia é o horário diferenciado - às vezes uma sai mais cedo do que a outra e precisa ficar esperando.

Como os registros são feitos com a matrícula dos alunos, o sistema é fechado somente a quem realmente estuda no local. O primeiro passo, no caso do site Caronetas, adotado pelo Bandeirantes, foi realizar um mapeamento de endereços dos pais para identificar quais moravam em um mesmo bairro.