COMPORTAMENTO
28/03/2015 12:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Instagram censura foto de artista por ela estar de camiseta branca, calça de moletom e... menstruada

Reprodução / Facebook

O Instagram removeu - duas vezes - uma foto postada pela artista e poeta paquistanesa Rupi Kaur. A imagem, mostra Kuar deitada em uma cama, vestindo uma camiseta e uma calça de moletom. A artista, que estuda retórica visual na Universidade de Waterloo, em Toronto (Canadá) também está menstruada, e é possível ver que ela está menstruada e que houve um vazamento do sangue - situação em que a maioria das mulheres passa sempre que o fluxo está maior.

A foto faz parte de um projeto acadêmico de Kuar feito em conjunto com a sua irmã Prabh. Batizado de "Period" (Menstruação, em inglês), o projeto quer desmistificar, provocar reflexão e entender porque algo tão natural como a menstruação feminina causa tamanho incômodo à maioria das pessoas.

Primeiramente, as imagens foram publicadas em um Tumblr, mas o problema foi quando uma única imagem do projeto (acima) chegou até o Instagram. A imagem foi censurada pela rede social. Indignada, Kaur fez um desabafo em seu Facebook, que foi compartilhado milhares de vezes. “O patriarcado está vazando. A misoginia está vazando. Não seremos censurados”. Leia o texto completo:

thank you Instagram for providing me with the exact response my work was created to critique. you deleted my photo twice...

Posted by Rupi Kaur on Miércoles, 25 de marzo de 2015



Após as reclamações e mobilização nas redes sociais, o Instagram colocou a imagem novamente no ar, e mandou um e-mail explicando que a foto foi “removida acidentalmente”. Segundo a rede social, as fotos foram denunciadas por um grande número de usuários como conteúdo impróprio. Em seu regulamento interno, o Instagram proíbe fotos de nudez, atos sexuais e violência.


“Eu me pergunto por que eu corro para esconder meus absorventes do mundo e porque me sinto tão envergonhada em dizer para as pessoas que estou com dores por causa da minha menstruação ou que eu não posso fazer algumas coisas, como trabalhar”, afirmou ela ao Huffington Post, descrevendo sua inspiração inicial para o projeto - que pretende mostrar que, mais do que "ok", o ciclo menstrual das mulheres é muito natural e deve ser tratado como tal, e não como algo "jocoso" ou "nojento".

Ela também pretendia, com as imagens, verificar como as diferentes mídias sociais iriam reagir ao conteúdo. No Tumblr, a imagem não sofreu censura, por exemplo.

“Por que eu mentiria sobre isso? Como se fosse algo ruim. Esta foi apenas uma pequena parte do problema, que é muito mais profundo. Algumas mulheres não podem visitar seus locais de culto, ou sair de suas casas, ou cozinhar para suas famílias enquanto estão menstruadas porque são consideradas sujas. Somos alvo de piada em público se temos vazamentos. E isso continua...”

Rupi Kaur quis provocar uma reflexão e, de fato, conseguiu.

LEIA MAIS:

- 16 coisas que só uma mulher que já teve a menstruação atrasada vai entender

- Grupo inunda com absorventes empresa que assediou funcionárias por causa de menstruação

- Por que algumas mulheres estão desistindo dos absorventes convencionais

- Contra o sexismo da sociedade, o negócio é atirar absorventes neles

- Como você lida com a sua menstruação?