NOTÍCIAS
27/03/2015 20:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Professores da rede estadual fecham avenida Paulista e mantém greve por 12 dias

Fábio Vieira/Estadão Conteúdo

A avenida Paulista foi ocupada na tarde desta sexta-feira (27) – por cerca de 50 mil professores, segundo estimativa dos grevistas. Já a Polícia Militar calcula que 10 mil pessoas participaram da manifestação.

A categoria se reuniu em assembleia no Masp e deicidiu manter a paralisação que já dura 12 dias.

A reivindicação é por reajuste salarial de 75,33%. De acordo com a Folha de S.Paulo, o sindicato afirma que o valor ajustado se igualaria às demais categorias com formação de nível superior – atualmente, o piso dos professores estaduais é de R$ 2.415,89.


A GREVE CONTINUA!!!GERALDO A CULPA É SUA.

Posted by Apeoesp - subsede Sumaré on Sexta, 27 de março de 2015


A categoria também gravou um vídeo explicando os motivos da greve, que rapidamente viralizou nas redes sociais:

O outro lado...

O governador de SP, Geraldo Alckmin, afirmou, na última quarta-feira (25) em evento em Campinas (SP), que 'não está tendo greve'

"Não está tendo greve, a verdade é essa. Você tem 2,6% [adesão], é falta normal. Você só faz greve no último estágio e nem começou a negociação"

Já a categoria afirma que a adesão é de 59% no estado.

À Folha de S.Paulo o secretário de Educação, Herman Voorwald, disse não haver possibilidade de se reunir aos decentes neste momento para que haja um acordo: "Não vou negociar isso agora. Nem tenho como". Ele afirma que só a partir de abril será possível estudar a hipótese de aumento, a partir da avaliação da situação econômica do Estado.