NOTÍCIAS
26/03/2015 22:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Babalorixá foi ao Planalto alertar a presidente Dilma: 'Eduardo Cunha é a besta'

Montagem/Estadão Conteúdo

O que não falta é gente querendo alerta a presidente Dilma Rousseff dos perigos que ela corre no comando do Executivo do País. Nesta quinta-feira (26), foi a vez do Pai Uzêda, um babalorixá famoso nos corredores do Congresso, que resolveu fazer uma visita para avisá-la que é preciso se proteger do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

À Folha de S.Paulo, o babalorixá foi categórico:

"O Eduardo Cunha é a besta. O trabalho dele é destituir a Dilma. Ele é um pai de santo de mão cheia, ele entende do canjerê. Basta olhar para sua aura."

Ainda segundo ele, se deixar, Cunha se torna presidente do Brasil. "Ele é protegido pelo povo de rua, ele tem o poder sobre o mal", emendou.

Pai Uzêda chegou a entrar no Palácio do Planalto e a circular pelo quarto piso, mas, segundo o Radar on-line, foi impedido pelos seguranças de chegar no terceiro piso, onde fica o gabinete de Dilma. Sem acesso à mandatária, o babalorixá deixou uma carta.

"Ela está desprotegida mas ainda está em tempo de se recuperar. Eu sou fã dela mas ela precisa ser mais humilde. A mosca azul mordeu ela. Ela mexeu nos direitos dos trabalhadores. Ela não pode desfazer o que Lula, seu mentor, fez antes", disse à Folha. A reportagem explica que, segundo o babalorixá, ser mordido pela mosca azul significa que a presidente, não se importa mais com o povo que a elegeu.

Na carta, Pai Uzêda disse ainda que identificou três trabalhos contra a saúde de Dilma, sete contra ministros e duas macumbas com caveira de burro em frente ao Palácio do Alvorada.