NOTÍCIAS
20/03/2015 18:35 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Aulas de maquiagem ajudam mulheres em tratamento de câncer a recuperar autoestima

Divulgação/Abihpec

Receber um diagnóstico de câncer é assustador para qualquer pessoa. Além do medo do que está por vir com a doença, ao longo do tratamento, os pacientes têm que lidar com a mudança da sua aparência: alterações no tom da pele, queda de cabelo, sobrancelhas e cílios. Tudo isso pode afetar profundamente a autoestima de quem está passando pela quimioterapia.

Foi pensando nesse aspecto da doença que a Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) deu início a um programa de oficinas de automaquiagem para mulheres que estão em tratamento oncológico.

Originário de um projeto que começou há 25 anos nos Estados Unidos, o Look Good, Feel Better, o programa funciona em 30 países. Aqui no Brasil, a iniciativa já existe há três anos e recebeu o nome de "De Bem com Você – a Beleza contra o Câncer”.

Sem glamour

As oficinas acontecem dentro dos hospitais e duram cerca de três horas. Maquiadores profissionais, que são voluntários no projeto, ensinam a essas mulheres como recuperar sua aparência antes do início do tratamento.

O presidente do Instituto Abihpec, Claudio Viggiani, explica que não há "glamurização" no curso, elaborado especificamente para as pacientes com câncer.

Nas aulas, elas aprendem a restabelecer o tom natural da pele, redesenhar a sobrancelha, técnicas para cobrir a cabeça com lenço etc.

"Trata-se de uma transformação. É realmente muito bonito de se ver. Elas entram mais tímidas, pra baixo, e saem com outro astral. Existe uma unanimidade, tanto de médicos quanto de psicólogos que participam do programa, em atestar que a mulher que tem sua autoestima recuperada tem uma resposta mais positiva ao tratamento."

Técnicas

A programadora Ariane Santos Silva, de 40 anos, participou da oficina "De Bem com Você" no ano passado. Em 2012, ela descobriu um câncer e precisou retirar metade da mama. O tumor voltou a aparecer no ano passado e, dessa vez, foi preciso retirar todo o seio.

Ela conta como a aparência afeta a vida de quem passa pela quimioterapia: "Todo mundo te olha na rua. Você se olha no espelho e se vê doente. Então, quanto mais próxima você estiver do natural, melhor." Ariane, que sempre foi vaidosa, diz que as aulas a ajudaram a aprender novas técnicas de maquiagem e manter sua autoestima.

"Todo mundo fala do cabelo, que é moldura do rosto, mas quando você passa pela quimioterapia, você perde também as sobrancelhas, os cílios. Até a mulher mais bonita do mundo perde as feições. Com a maquiagem, você recupera isso. Eu, por exemplo, não sabia como desenhar uma sobrancelha, não havia colocado sozinha cílios postiços."

Apoio

Durante esse processo, que ainda não terminou, Ariane teve todo o apoio da família, mas é comum que mulheres que passam pela mastectomia sejam abandonadas por namorados ou maridos. Há casos em que até os amigos se afastam durante o tratamento de um câncer, simplesmente por não saber como lidar com a dor do paciente.

Nesse ponto, a oficina acaba às vezes se tornando uma espécie de "terapia de grupo", diz Ariane. "As pessoas começam a trocar informações, você cria amizades. É um grupo que sempre quer ajudar o outro. Eu recomendo a oficina para todas as pessoas que eu conheço".

"Eu gosto muito de mim e acho que a gente não deve se entregar. O nosso estado emocional ajuda muito durante o tratamento. Eu adoro correr, e eu continuo correndo, saio maquiada... A gente tem que continuar vivendo e se olhando no espelho", conta.

Viggian, do Abihpec, ressalta que, com as oficinas, o instituto não pretende ter uma relação direta com a melhora no quadro clínico. Mas isso não faz que o projeto seja menos importante.

"Cosméticos não são superficiais [para essas pessoas]. Eles atendem uma necessidade da alma delas, para a autoestima das pacientes. Não adianta só dar o medicamento que vai curar o corpo, é preciso cuidar também da alma."

A Beleza contra o Câncer


LEIA MAIS

Ela tinha apenas 10% de chance contra o câncer de mama e conseguiu dar a volta por cima

Tatuador ajuda mulheres que tiveram câncer de mama a recuperar a autoestima (FOTOS)