NOTÍCIAS
17/03/2015 17:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:13 -02

#BagaTogether: Exército da Nigéria retoma controle de cidades dominadas pelo Boko Haram

AP Photo

O Exército da Nigéria anunciou uma série de conquistas contra o grupo extremista Boko Haram no começo desta semana.

De acordo com informações da BBC, a cidade de Bama, no estado de Borno foi retomada pelo Exército. A cidade é a segunda maior do estado, atrás de Baga palco do ataque mais mortífero já perpetrado pelo grupo.

A maioria dos extremistas fugiram para o Chade, e devem ser procurados pelo exército do país vizinho.

O Boko Haram, que deseja implementar um Estado Islâmico na região nordeste da Nigéria, foi parcialmente derrotado graças a um esforço conjunto entre a Nigéria e os países vizinhos Chade, Camarões e Níger.

No começo deste ano o grupo controlava cerca de 20 regiões da Nigéria, um território equivalente ao da Bélgica.

O controle da cidade de Goniri, última base do Boko Haram no estado de Yobe, também foi retomado pelos militares.

Os Estados de Borno, Adamawa e Yobe foram o epicentro do conflito que já dura seis anos, matou 13 mil pessoas e fez com que 1,5 milhão de nigerianos se deslocassem.

A Nigéria vai escolher, no próximo dia 28, o novo presidente do país. Originalmente, as eleições estavam marcadas para o dia 14 de fevereiro, mas foram adiadas em seis semanas por causa da intensa atuação do Boko Haram no nordeste da Nigéria.

Mesmo com a liberação das áreas antes dominadas pelo grupo, a comissão eleitoral do país prevê a instalação de pontos de votação em acampamentos de refugiados. Ainda assim, há temores de que milhões de pessoas podem ser impedidas de votar por causa da onda de violência que atinge o país. O Boko Haram já anunciou que vai tentar impedir o pleito.

O presidente Goodluck Jonathan, que concorre à reeleição, foi duramente criticado por não tomar ações enérgicas contra o grupo. Muhammadu Buhari, seu principal oponente, focou sua campanha em questões de segurança pública.

(Com informações das agências de notícias)