NOTÍCIAS
13/03/2015 14:46 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

'Esquerdismo tem cura', diz ex-militante do PT que se tornou agitadora pró-impeachment nas redes sociais

Montagem/Facebook/Estadão Conteúdo

Uma ex-petista tem sido considerada como referência de brasileiros que vão às ruas neste domingo (15) em protesto contra o governo de Dilma Rousseff. Agitadora das redes, a professora Maya Felix fez uma postagem nesta semana no Facebook contando parte de sua trajetória política, como militante aguerrida do PT, e incluiu uma foto antiga dela com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela definiu essa atuação no passado como uma doença: o "esquerdismo".

Aos 43 anos, a moradora de São Luís (MA) ataca o discurso de luta de classes reverberado pelo partido, cuja bandeira diz já ter defendido por décadas:

"As zelites estão se aproveitando da crise de corrupção na Petrobras; há uma 'grave crise política', mas Dilma não tem nada a ver com isso; os culpados somos nós (as zelites brasileiras que não aceitaram o resultado do segundo turno), a imprensa (que em boa parte apoia Dilma), o Congresso e o poder econômico (tipo empreiteiras e a Friboi)."

No post que já foi compartilhado milhares de vezes, Maya conta que cresceu em um lar de esquerda, com inspirações na antiga União Soviética e Cuba.

Adolescente, filiou-se ao PC do B e depois ao PT. Integrou centros acadêmicos e frequentou congressos da UNE (União Nacional dos Estudantes). Participou de diversas passeatas, inclusive pedindo o impeachment do ex-presidente Fernando Collor.

"Participei de encontros, plenárias, reuniões, etc. em sindicatos, centrais sindicais, sede do partido e tantos outros lugares. Vendia jornal da corrente política da qual fazia parte na rua. Pois muito bem. Dou este depoimento para dizer a vocês que ESQUERDISMO TEM CURA. Podem acreditar."


A mudança de lado é aplaudida por críticos do PT, em comentários como este:

"Todo aquele que estuda a fundo o leninismo-marxismo seriamente e a fundo chegará à conclusão que você [Maya] chegou. Que é um sistema autoritário e utópico que, na sua construção por tempo indefinido, só trará desgraças para a população e para o país enquanto uma minoria do Politburo vive de maneira nabanesca. Parabéns por ter se 'curado' através dos estudos."

O sucesso da postagem levou Maya a criar a comunidade Ex-querdopatas: "Esquerdismo tem cura".