NOTÍCIAS
11/03/2015 10:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Corte de apelações confirma absolvição de Berlusconi de acusações de prostituição de menores e abuso de poder

AP Photo

A Suprema Corte de Apelações da Itália absolveu nesta terça-feira o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi das acusações de abuso de poder e prostituição de menores no caso que ficou conhecido como 'Rubygate'.

A decisão desta terça confirma a que foi tomada em julho do ano passado por juízes de Milão, que reverteram uma condenação de 2013 na qual Berlusconi havia sido sentenciado a de sete anos de prisão. A Suprema Corte de Apelações rejeitou os argumentos da promotoria para anular a absolvição e realizar um novo julgamento. A nova decisão é definitiva.

Berlusconi era acusado de pagar a menor de idade Karima El-Mahroug, uma marroquina conhecida como Ruby, para participar de festas 'bunga bunga' na sua residência em Milão e depois usar de sua influência para tentar encobrir o caso.

Na semana passada, o ex-premiê terminou de cumprir uma pena de serviços comunitários por fraude fiscal, um caso que também lhe custou o assento no Senado. A vitória legal desta terça é um novo impulso político para Berlusconi antes das eleições regionais de maio, na qual ele estará à frente de seu partido Força Itália.

No entanto, o ex-premiê ainda tem várias pendências com a Justiça, inclusive em outros processos relacionados às orgias. Ele está sendo investigado em Milão devido a acusação de subornar testemunhas e, em Nápoles, responde por corrupção.