NOTÍCIAS
10/03/2015 11:15 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Pela primeira vez, Valdimir Putin admite que plano de anexar a Crimeia começou um mês antes do referendo

AP Photo

Muita gente já desconfiava, mas pela primeira vez, o presidente russo Vladimir Putin reconheceu que o plano de anexar a Crimeia começou semanas antes do referendo feito na península.

O território foi oficialmente absorvido pela Rússia em 18 de março, em um processo que não foi reconhecido pela comunidade internacional.

Putin afirmou, durante uma entrevista para um documentário que será exibido no canal estatal Rossiya-1, que começou o plano de tomada do território em 22 de fevereiro, após a saída do presidente ucraniano Viktor Yanukovych.

O presidente narra que, durante a elaboração de um plano para salvar Yanukovych – que deixou o poder após protestos violentos em Kiev – que reuniu membros dos serviços secretos do país e o Ministério da Defesa.

“Nós terminamos [o encontro] às sete da manhã. Enquanto nós estávamos panejando, eu disse para todos os meus colegas: ‘nos temos que começar os trabalhos para trazer a Crimeia de volta para a Rússia’.

Quatro dias após o encontro, soldados russos tomaram o parlamento da Crimeia, península de maioria russa que era controlada pela Ucrânia desde 1954.

O trailer foi ao ar na noite de domingo (8), mas a data de exibição da entrevista completa, que faz parte do documentário Crimeia: O Caminho para a Terra Mãe (em tradução literal) ainda não foi anunciada.