NOTÍCIAS
07/03/2015 19:45 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Seis livros imperdíveis de Zuenir Ventura, o novo imortal da Academia Brasileira de Letras

Montagem/Reprodução/Estadão Conteúdo

O jornalista e escritor Zuenir Ventura tomou posse na noite de sexta-feira (6) na ABL (Academia Brasileira de Letras). O mineiro ocupa agora a Cadeira 32, que antes pertencia ao dramaturgo, poeta e romancista Ariano Suassuna, que morreu em julho do ano passado.

O mais novo imortal da ABL é colunista do jornal O Globo e já trabalhou em veículos de imprensa como o “Jornal do Brasil”, “O Cruzeiro” e “Veja”. Há alguns anos, o escritor era cotado para a ABL, mas abriu mão de se candidatar pelo menos três vezes para evitar concorrer com amigos.

Zuenir Ventura ganhou os prêmios Esso e Vladimir Herzog em 1989, pela série de reportagens investigativas sobre o assassinato de Chico Mendes, que resultaram no livro “Chico Mendes — Crime e castigo” (2003). Com seu livro mais recente, “Sagrada Família”, foi finalista do Prêmio Jabuti em 2013.

Que tal aproveitar o fim de semana para começar a ler uma das obras do autor?

Seis livros de Zuenir Ventura