NOTÍCIAS
03/03/2015 10:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Igreja Universal cria grupo conhecido como Gladiadores do Altar, o seu ‘Exército fundamentalista' (VÍDEOS)

Montagem/Instagram e YouTube

Já imaginou reunir a rigidez das Forças Armadas com a religião? O poder dessa conjunção já é conhecido mundo afora, mais recentemente entre organizações do fundamentalismo islâmico, como a Al Qaeda e o Estado Islâmico. Mas não é preciso ir tão longe. No Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus fez o mesmo, mas lançando mão da fé evangélica e cristã.

Intitulados ‘Gladiadores do Altar’, esse grupo ganhou uma série de vídeos no YouTube, os quais mostram “homens sendo preparados para a obra de Deus”, segundo o bispo Renato Lucas, em vídeo gravado em um encontro no Piauí. O adversário? “O inferno”, de acordo com o mesmo bispo, sem dar detalhes sobre quem seriam esses ‘demônios’.

Segundo o site da Universal, o programa Gladiadores do Altar está ligado à Força Jovem Universal e foi lançado em 2014, sendo voltado para a preparação de rapazes “diversas idades para servir a Deus no Altar”. Durante toda a manhã desta terça-feira, a igreja retirou do ar vários vídeos de cultos do grupo. Ainda é possível encontrar alguns no YouTube.

“O projeto realiza reuniões semanais com os rapazes que estão dispostos a abrir mão de suas vidas para que outras pessoas sejam ajudadas, cumprindo assim o que Jesus disse: ‘Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura’”, diz o site da igreja.

Já há 'Exércitos' até mesmo fora do Brasil, também formados por jovens fiéis da Universal.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) postou uma foto dos Gladiadores do Altar em seu perfil do Instagram, com um texto no qual se diz chocado com a “milícia” que, segundo ele, vem sendo formada pelo “fundamentalismo religioso do País”.

“O fundamentalismo cristão no Brasil tem ameaçado as liberdades individuais, a diversidade sexual e as manifestações culturais laicas. Agora ele está formando uma milícia que, por enquanto, atende pelo nome de ‘Gladiadores do Altar’”, escreveu o parlamentar.

“Quando começarem a executar os ‘infiéis’ e ateus e empurrarem os homossexuais de torres altas como vem fazendo o fundamentalismo islâmico no Oriente Médio? Não é porque tem a palavra ‘cristão’ na expressão que o fundamentalismo cristão deixa de ser perigoso e não fará o que já faz o fundamentalismo islâmico”, emendou Wyllys.

postjean

Jean Wyllys criticou projeto da Universal (Reprodução/Instagram)

Ao deputado, a Universal respondeu que o projeto oferece uma disciplina "apenas espiritual" e que visa exclusivamente a "orientação e formação de jovens vocacionados para a propagação da Fé Cristã".

Assista aos vídeos do projeto e tire suas conclusões.

(Com Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM

- Ex-mulher de pastor demitido da Igreja Universal ganha indenização de R$ 10 mil por polêmica matéria na revista Época

- Para clubes, Globo, Igreja Universal e shoppings, quanto mais água gastar, melhor

- Prefeitura de SP exige que IURD construa casas populares

- As regras de etiqueta do Templo de Salomão

- Sem noção: partido ligado à Igreja Universal usa Camila Pitanga em post sobre prostituição