NOTÍCIAS
01/03/2015 21:01 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Greve dos caminhoneiros: bloqueios nas estradas estão diminuindo, diz polícia

RAFAEL ARBEX/ESTADÃO CONTEÚDO

O governo comemora na noite deste domingo (1º) a maior redução dos pontos de interdição de rodovias no País, desde o início das manifestações dos caminhoneiros, há duas semanas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), às 18h30 de hoje (1º), havia apenas 12 interdições parciais, em dois estados, Santa Catarina (dez) e Mato Grosso (duas), contra 52 pontos de paralisações em nove estados, na noite de sábado. Os protestos que aconteceram em vários estados ao longo do dia foram logo dissipados, de acordo com o governo. Neste momento, ressalta a PRF, não havia nenhuma interdição total de qualquer estrada do País.

Segundo informações do Ministério da Justiça, a diretora geral da PRF, Maria Alice Nascimento, disse que os policiais rodoviários federais mantêm o monitoramento nas estradas federais, as BRs, com o apoio integrado da Força Nacional de Segurança Pública e as polícias estaduais. "O trabalho continua até o restabelecimento completo do transporte de carga, para garantir o abastecimento da população e a normalidade da atividade econômica", explicou Maria Alice, em nota.

Anhanguera

Um protesto de caminhoneiros complica o trânsito na rodovia Anhanguera no início da noite deste domingo (1º) na região de Pirassununga, em São Paulo. Os motoristas formaram uma fila no acostamento por cerca de dois quilômetros, tanto no sentido capital-interior, quanto no sentido inverso. O trânsito é lento na altura do acesso à cidade paulista e apenas os veículos de passeio são liberados, mas não há pontos de congestionamento.

O protesto é acompanhado pela Polícia Rodoviária, que orienta os caminhoneiros e também os condutores dos automóveis. Algumas pessoas estão paradas no acostamento e no canteiro entre os dois sentidos da via Anhanguera.