NOTÍCIAS
28/02/2015 19:51 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Dia Mundial das Doenças Raras: veja 6 doenças da TV que existem na vida real

O que é exatamente uma doença rara? É aquela que afeta no máximo cinco pessoas a cada duas mil.

Isso não significa que poucas pessoas sofram de doenças raras no mundo. Na verdade, só nos EUA ao menos 30 milhões de pessoas já foram diagnosticadas. No Brasil, não há estimativas de número de pacientes.

O problema é que a baixíssima incidência dificulta muito o diagnóstico. Pesquisas realizadas com pacientes europeus revelam que cerca de 40% daqueles que sofrem de doenças raras já receberam diagnósticos errôneos, que muitas vezes levam a intervenções médicas como cirurgias e medicação desnecessária.

Hoje, já foram identificadas mais de sete mil doenças raras. É caso de sobra para os episódios de House e Greys Anatomy.

Veja alguns diagnósticos de doenças raras da TV que existem no mundo real:

1. Peste bubônica

bubonic plague

No episódio "Sleeping Dogs Lie", uma mulher que não consegue dormir há 10 dias toma um frasco inteiro de remédios para dormir, até que seu fígado colapsa. Sua namorada doa parte do próprio fígado para salvá-la, sem saber que a paciente queria acabar com o relacionamento. No fim das contas, a insônia era consequência de peste bubônica, transmitida pelas pulgas de um cachorro com a qual a paciente havia tido contato.

A peste bubônica acabou com um terço da população da Europa na Idade Média. Hoje, virou doença rara. Afeta entre 10 e 15 pessoas por ano nos Estados Unidos, geralmente nos estados rurais. Os sintomas incluem febre, dores de cabeça, calafrios e glândulas linfáticas inchadas.

2. Síndrome do espelho

mirror syndrome

No episódio "Mirror Mirror", ladrões vêm sua vítima entrar em colapso e pedem ajuda médica. O paciente, com algum dano neurológico, passa a reproduzir o comportamento da maior figura de autoridade presente. Só existe um relato de caso da síndrome a´te hoje.

O paciente perde a noção da própria identidade e sua personalidade passa a ser dependente do ambiente. Ela assimila o papel social praticado pela pessoa mais poderosa que esteja na sua presença.

3. Sexsomnia

sonambulo

No episódio "Role Model", House diagnostica uma paciente que sofreu aborto espontâneo mas não tinha relações sexuais havia muuuuuito tempo.

Ela sofria de sexsomnia, um distúrbio que faz com que o paciente levante da cama e ataque outras pessoas sexualmente durante o sono.

4. Quimerismo

chimerism

Na mitologia grega, uma quimera é a mistura de dois animais em um só.

E nos seres humanos? Dois DNAs. Um corpo. É o que acontece alguém sofre de quimerismo, uma condição rara que acontece quando, nos primeiros dias de gestação, dois óvulos fecundados se fundem, misturando seus materiais genéticos.

No episódio "Cane and Able", um menino chega ao hospital Johns Hopkins dizendo ter sido torturada por alienígenas. Depois, ao extrair um pino cirúrgico não removido da nuca do garoto, House descobre que havia dois DNAs nas células do paciente. O quimerismo pode resultar em uma enorme diversidade de sintomas, como o hermafroditismo, problemas de pele, olhos de duas cores e até mesmo dois tipos sanguíneos diferentes.

Até hoje há cerca de apenas 40 pessoas diagnosticadas desde a descoberta da doença, em 1953.

5. Síndrome de Munchausen

munchausen

Hipocondria levada ao extremo: é o que acontece com os pacientes de Síndrome de Munchausen. Trata-se de um distúrbio psiquiátrico considerado raro, que leva a pessoa a mimetizar sintomas ou induzir doenças agudas a si própria para receber tratamento e atenção.

No episódio "Deception", uma mulher que mascara sintomas da Síndrome de Cushing, que causa desequilíbrios hormonais, dá trabalho para a equipe de House, até que se descobre que ela tinha Síndrome de Munchausen.

6. Fibrodisplasia

fibrodisplasia

Os desafortunados portadores da fibrodisplasia ossificante progressiva sofrem com a ossificação de seus tecidos moles. Pois é: crescem ossos no interior dos músculos, tendões e ligamentos, restringindo os movimentos do paciente mais e mais até que um "segundo esqueleto" se forma.

Ao redor do mundo, já foram notificados 800 casos da doença. Hoje, ainda não há tratamento. E pior: cortar os ossos que aparecem em lugares errados só estimula o crescimento de mais ossos.

A doença aparece no episódio "My favorite mistake", da série Grey's Anatomy.

7. Síndrome de Riley-Day

riley day syndrome greys anatomy

Uma em cada 9 milhões de pessoas sofrem desse mal, que torna a pessoa imune a qualquer tipo de dor.

Isso pode até parecer algo positivo em um primeiro momento.

Mas a dor é uma vantagem evolutiva que faz com que percebamos que algo não vai bem com nosso corpo.

Por isso, os portadores desta síndrome podem não perceber que sofreram cortes, fraturas e queimaduras, ou que estão doentes.

Em um episódio de Grey's Anatomy, uma garotinha chamada Megan aparece no hospital com o braço cheio de grampos. Ela própria havia grampeado a própria pele para evitar o incômodo de um ferimento que não parava de sangrar. A menina morreu de hemorragia interna após apanhar na escola por causa de sua condição.

LEIA MAIS

- Ariana Russell e uma rara doença de pele transformada em arte (FOTOS)

- Por que algumas mulheres estão desistindo pra valer de usar tampões