NOTÍCIAS
24/02/2015 13:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Juiz que apreendeu bens de Eike Batista é flagrado usando o Porsche do empresário

Getty/Reprodução internet

O juiz federal Flávio Roberto de Souza, que determinou a apreensão dos bens do empresário Eike Batista, foi flagrado usando um Porsche apreendido do empresário.

A denúncia de que o juiz estaria de posse do veículo e de um piano que pertenciam ao Eike já havia sido feita pelo advogado do ex-bilionário, Sergio Bermudes. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o automóvel foi levado à casa do juiz no Rio de Janeiro, após ser apreendido pela Polícia Federal.

Na manhã desta terça-feira (24), o juiz foi flagrado pelo jornal EXTRA ao volante do Porsche Cayenne branco. Flávio Roberto chegou à sede da 3ª Vara Criminal Federal com o veículo e entrou por um portão lateral da sede, no Centro do Rio.

À revista Veja, o juiz se defendeu dizendo que, quando estacionaram os carros apreendidos no pátio da Justiça Federal, não havia vaga para todos. Então, ele levou dois dos carros mais caros e estacionou nas vagas do próprio prédio onde mora. Ele diz que fez um ofício ao Detran, comunicando que os carros estavam sob sua posse, e garante que eles não saíram de lá.

Na manhã desta terça, o motorista que pegaria o Porsche teve problemas com sua Hilux ao sair de casa, então o juiz se dispôs a levá-lo para expor no pátio, já que o leilão seria amanhã.

Contudo, o advogado do empresário descobriu que o Porsche Cayenne não foi incluído no edital do leilão de amanhã, o que torna o passeio do juiz uma "improbidade administrativa".

Na verdade, o automóvel será leiloado na próxima quinta-feira. Além do Porsche, mais cinco carros, 16 relógios e uma escultura no valor de R$ 127 mil foram retidos pela Polícia Federal no último dia 6. A Justiça pede bloqueio de R$ 3 bilhões do empresário e de seus familiares.