MULHERES
22/02/2015 22:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

#AskHerMore: Atrizes querem um tapete vermelho menos sexista nas premiações de Hollywood

Kevork Djansezian via Getty Images
HOLLYWOOD, CA - FEBRUARY 22: Actress Reese Witherspoon attends the 87th Annual Academy Awards at Hollywood & Highland Center on February 22, 2015 in Hollywood, California. (Photo by Kevork Djansezian/Getty Images)

Pergunta: Me fale sobre seu vestido, querida?

Resposta: Você pergunta isso aos homens também, querida?

Esta é a primeira vez desde 2006 que a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas – cujos votantes são em sua maioria (77%) homens – não indica mulheres a nenhum dos grandes prêmios além da categoria de melhor atriz e melhor atriz coadjuvante.

Mas talvez possa existir uma luz no fim do túnel na representação feminina em Hollywood. E está na hashtag #AskHerMore.

Em meio à temporada de premiações e aos preparativos para o Oscar 2015, neste domingo (22), atrizes famosas, que estão cansadas de serem tratadas apenas como ~uma mulher em um vestido~ nos tapetes vermelhos, levantaram a voz contra o machismo com a hashtag #AskHerMore (#PergunteMaisaEla, em tradução livre).

E começou com Reese Witherspoon:


Nomes como Cate Blanchett, Julianne Moore e Emma Stone têm se recusado a apenas exibir seu "visual" e alegam que, enquanto seus colegas homens recebem perguntas relacionadas a carreiras e papéis nos filmes, para elas sobram questões sobre vestidos, penteados e dietas. E este pode ser o melhor gif de todos os tempos, quem sabe:


#AskHerMore foi encampada pela comediante Amy Poehler, apresentadora da última edição do Globo de Ouro. A campanha foi usada em premiações recentes pelo site The Daily Share para estimular perguntas mais inteligentes vindas dos espectadores dirigidas para as mulheres.

ask her more

O grupo Representation Project, responsável pelo #AskHerMore, pede que a hashtag seja usada pelo público para pressionar os entrevistadores do Oscar, alegando que "muitas vezes os repórteres focam mais na aparência feminina do que em suas conquistas".

O resultado foram questões como "qual era seu plano B se fracassasse como atriz?", "qual o melhor conselho que você recebeu?", "que papel feminino você sonha em interpretar?", com respostas bem mais interessantes.

Tanto que, desta vez, Reese não respondeu sobre seu vestido no tapete vermelho ao dar uma entrevista mas sobre a importância da hashtag e da valorização do papel das mulheres em Hollywood:

"Nós somos mais do que um vestido. São 44 mulheres indicadas este ano, estamos felizes por estar aqui e falar do trabalho que fazemos. É difícil ser mulher em hollywood e em qualquer área. Queremos falar sobre isso, queremos mais sucesso, e melhores papeis para as mulheres".

LEIA MAIS:

- Quem vai ganhar (e quem merece ganhar) um Oscar neste domingo

- 6 diretores que trazem diversidade para Hollywood

- 8 coisas que você precisa saber sobre o Oscar 2015