NOTÍCIAS

Manual para você otimizar seu tempo e deixar o trabalho – e a vida – mais leve

18/02/2015 16:56 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Está ruim e sempre pode piorar.

Está bom e sempre pode melhorar.

São duas frases completamente diferentes – e possíveis.

Mas a pergunta que fica é: qual dessas pessoas você quer ser? É verdade que nem sempre sobra tempo. É verdade que não tá fácil pra ninguém. Mas será que não vale a pena tentar organizar um pouco as coisas, trabalhar melhor e viver bem? Separamos algumas dicas para que você consiga desenvolver melhor as suas atividades e, de quebra, cuidar da saúde física e mental. Quer testar?

1. Durma pelo menos 7 horas por dia

Tudo começa por aí. Dormir mal – e pouco – não afeta somente a rotina de trabalho. Afeta também os relacionamentos. Uma pesquisa mostrou que os brasileiros estão dormindo 6h30min por noite, o que representa 1h30min a menos do que há 20 anos. E quanto deveríamos dormir? Apesar de a resposta padrão ser “8 horas”, especialistas ainda discutem esse número e vários estudos já mostraram que dormir 7 horas é a quantidade ideal de sono. Cuidado: dormir demais também é prejudicial. Tente manter um padrão, como dormir sempre no mesmo horário e não variar muito as horas de sono.

2. Tome café da manhã

Provavelmente sua avó já te disse isso. Ou seus pais. E eles estavam certos. Um estudo da Universidade de Harvard mostra que a primeira refeição do dia é realmente benéfica à saúde. Além disso, homens que pulam o café da manhã têm 27% a mais de chance de desenvolver doenças cardíacas. Atualmente, 20% da população acaba por pular essa refeição. Não seja uma dessas pessoas. Acorde meia hora mais cedo e prepare seu café da manhã, mas não esqueça que ele precisa ser saudável. É necessário que você escolha alimentos de diversos grupos: torradas integrais, creme vegetal, sucos, frutas, iogurtes ou leite. São alimentos como esses que vão te dar energia e nutrientes essenciais.

3. Tire 30 minutos para ver seu e-mail

Você dormiu o suficiente e tomou um bom café da manhã. Muito bem. Então é hora de planejar o seu dia. Antes de iniciar a jornada de trabalho, reserve uns minutos para ver seu e-mail, responder mensagens, ler notícias e dar aquela bisbilhotada nas redes sociais. Assim, quando você começar a fazer as atividades do trabalho, não vai ficar arrumando desculpas pra se distrair – e demorar muito mais tempo do que precisaria, certo? :)

4. Não passe calor

Pouca gente sabe, mas a Norma Regulamentadora nº 17 do Ministério do Trabalho determina a temperatura do ambiente de trabalho. Se você é funcionário de uma empresa que exige muito do seu intelecto, como laboratório, escritório, salas de desenvolvimento ou análise de projetos, saiba que a temperatura precisa é entre 20ºC e 23ºC. Já o ISO 9241 recomenda entre 20ºC e 24ºC no verão e 23ºC a 26ºC graus no inverno. Ou seja, você não precisa nem DEVE passar calor. Se a empresa não seguir essa norma, converse com o seu gestor e explique que isso está afetando o seu desempenho.

5. Fique menos tempo no Facebook

Se você seguiu a dica número 3, vai lidar melhor com essa. Tente conversar com os seus amigos, marcar encontros e ver o que está acontecendo naqueles 30 minutos que você reservou... para isso. Além do mais, uma pesquisa feita pela Universidade de Michigan mostrou que quanto mais as pessoas ficam no Facebook, mais infeliz elas se tornam. E pior: ficam também mais solitárias. Ah, e tem mais uma coisa: outro estudo, este da Universidade de Columbia e da Universidade de Pittsburgh, apontou que quem passa mais tempo no Facebook tende a comer e gastar mais. Isso porque quando mais a pessoa se sente bem e quer mostrar isso pros amigos, mais embanja sem necessidade.

6. Beba a quantidade ideal de café

Sim, a cafeína pode trazer benefícios para a saúde. Um estudo realizado nos Estados Unidos descobriu que mulheres que bebiam duas ou mais xícaras de café por dia tinham menos chance de ficar deprimidas. Mas vá com calma. Café em excesso pode, sim, fazer muito mal. A quantidade de cafeína varia muito de pessoa para pessoa, mas o conselho geral é que quatro xícaras é seguro, o que equivale a 400 mg de cafeína. O excesso da mesma pode até causar transtorno mental temporário e síndrome de abstinência. Fique atento aos sintomas da intoxicação: inquietação, nervosismo, excitação, rubor, desconforto gastrointestinal, espasmos musculares, confusão na fala, insônia e alteração do ritmo cardíaco. Quem exagerou no café e sofre cinco ou mais desses sintomas, deve procurar um médico.

7. Não trabalhe mais do você deve

Essa até a legislação brasileira defende. De acordo com ela, a jornada normal de trabalho é de oito horas diárias e de 44 horas semanais. Por dia, o funcionário pode fazer até duas horas extras SE houver um acordo com a empresa. Caso não tenha um acordo, pode-se recusar. Ou seja: não trabalhe mais do que 10 horas diárias. MESMO. A gente sabe que não funciona bem assim, mas a ideia é você controlar o seu horário para não só trabalhar - mas viver também.

8. Dê uma pausa para relaxar

Não deveria, mas é comum ficar estressado. Tente não descontar isso nos colegas de trabalho. Se a atividade estiver exigindo muito de você, ou se você não estiver conseguindo desenvolvê-la, faça uma pausa de 20 minutos. Levante da cadeira e saia da empresa. Procure um jardim ou uma praça. Observe a movimentação. Respire fundo. Também é válido levar um livro e ler um capítulo. O importante é sair um pouco daquela pressão. Quando você voltar para o trabalho, vai estar um pouco mais tranquilo – e bem menos estressado (a). Experimente.

9. Não faça interjornada

De acordo com o artigo 66 da CLT, entre duas jornadas de trabalho deve ter um intervalo mínimo de 11 horas consecutivas para descanso. Ou seja, se você saiu da empresa às 21h, só poderá começar a trabalhar às 8h da manhã seguinte. Esse é um direito seu.

10. Tome MUITA água

Essa dica também não é nova, mas é sempre bom lembrar. Segundo especialistas, a situação de sede já representa um início de desidratação. Então não chegue a esse ponto. Ao acordar, já beba um copo de água, afinal, você ficou um tempão sem ingerir líquido. Aquela história de que uma pessoa deve beber dois litros de água por dia é mito. As pessoas têm corpos diferentes e apresentam necessidades diferentes. Para saber quanto você deve beber por dia, é só multiplicar o seu peso por 35 (isso significa que é necessário ingerir 35 ml de líquidos para cada quilo de peso). Fácil, não?

11. Encontre uma atividade física que te anime

Você sabe que é importante fazer exercícios físicos. Não é porque você não gosta de academia que tem que deixar de fazer atividade física. Pense nas coisas que você gosta. Curte correr? Andar de bicicleta? Andar de patins? Jogar tênis ou vôlei? Eleja três delas para testar. Crie uma rotina e tente descobrir qual te empolga mais. Depois disso, é só separar três dias da semana e fazer uma horinha dessa atividade que te satisfaz. Simples, né? Assim, o seu humor vai melhorar e aqueles quilinhos indesejados nunca vão aparecer. Claro que o ideal é ter um acompanhamento médico :)

12. Leia um livro por mês

Não importa o gênero ou escritor. Muito menos o tamanho. O mais importante é que você leia. Isso vai te ajudar nas pequenas tarefas diárias. Vai te ajudar a conversar melhor com os amigos. Vai melhorar o seu vocabulário. Só tem coisas boas pra acrescentar na sua vida. Deixe 15 minutos por dia para isso. Aproveite o tempo no ônibus ou no metrô. Se você for um usuário de carro, leia antes de dormir – além de te ajudar a relaxar, vai melhorar o seu sono. Leia. Leia. Leia. Leia livro impresso ou livro digital, mas leia.

13. Não trabalhe mais do que seis dias por semana

Isso também está escrito na legislação brasileira. De acordo com o Decreto Lei 5452/43, no Art. 307, a cada seis dias de trabalho você deve ter uma folga, e isso é obrigatório. Ah, e esse dia deve ser o domingo, a não ser por acordos escritos onde deve ter o dia de descanso. Então nem pense em trabalhar duas semanas seguidas!

LEIA MAIS:

- Férias x Rotina: Dá para ter o melhor dos dois mundos?

- 5 coisas para dizer a si mesmo antes de dormir

- 19 pessoas incrivelmente bem-sucedidas que começaram com fracassos