COMPORTAMENTO
11/02/2015 19:40 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

5 péssimos comportamentos do passado que são comuns hoje

SuperStock via Getty Images

Adoramos nossos smartphones, tablets, apps e outras coisinhas. Mas somos obrigados a admitir: a tecnologia converteu o mundo em um lugar um pouco mais deseducado. Hoje lojas têm avisos nos caixas pedindo aos clientes que não falem ao telefone enquanto estão pagando. Alguns restaurantes chegam a proibir os celulares, porque qual é o chef que quer que as pessoas prestem mais atenção ao "Angry Birds" que ao prato que acabaram de servir?

Começamos a refletir sobre outros comportamentos comuns e corriqueiros que no passado eram vistos como uma enorme falta de educação. Hoje, tais comportamentos deixaram de ser vistos como mau gosto. Não sabemos ao certo por que nossa cultura ficou tão mais permissiva em relação a essas coisas, mas algumas delas nos irritam muito. Dê uma olhada na lista abaixo e não deixe de acrescentar suas próprias reflexões nos comentários.

1. Usar chapéu em espaços fechados

chapéu em lugares fechados

De acordo com Emily Post, escritora especialista em etiqueta, homens e mulheres não devem usar chapéus ou afins em cafés, bibliotecas ou no cinema – e muito menos quando estão na igreja ou quando o hino nacional está sendo cantado. A atitude permissiva em relação à etiqueta do chapéu incomoda alguns, mas muitos mostraram indiferentes. Vale apostar que a maioria de nós já viu muitos chapéus sendo usados em espaços fechados.

2. Usar saias acima do joelho – em qualquer lugar

hemline

Já ficaram muito para trás os tempos em que a modéstia imperava e era um escândalo total uma mulher usar saia acima do joelho. Mas existem alguns lugares onde ainda poderíamos esperar que as pessoas se vestissem de modo mais conservador –em enterros, em locais de culto e assim por diante. Contudo, basta perguntar a qualquer pessoa – ela provavelmente já terá visto alguém mostrando coxa demais num ambiente em que não deveria. Mesmo a futura rainha britânica, Kate Middleton, gosta de exibir suas pernas tão, tão esbeltas (e, se tivéssemos o corpinho dela, provavelmente faríamos a mesma coisa). Segundo rumores, a rainha teria recomendado à duquesa rever seriamente o comprimento de suas saias em aparições futuras da família real.

3. Contatar alguém depois das 21 horas

ligar depois das 21h

Você se lembra de quando usávamos o bom e velho telefone fixo para falar de verdade? (Alguns de nós ainda o fazemos.) Sim, as pessoas faziam isso. À noite, batíamos papo com nossos amigos pelo telefone, falávamos do que tinha acontecido na escola e fazíamos planos para nos encontrar. Isso foi antes de os torpedos, o Snapchat, o Google Chat e os emojis começarem a falar por nós. Naquela época, ligar para casa de uma pessoa muito tarde era tabu. Se você fosse um jovem que estivesse telefonando a um amigo/a ou namorado/a, os pais do amigo ou namorado atenderiam o telefone e perguntariam por que você estava ligando tão tarde. Ou, mesmo que fosse adulto e ligasse depois das 21 horas, correria o risco de despertar alguém que tivesse ido se deitar cedo e não quisesse ser incomodado. Hoje é totalmente comum enviar e-mails, mensagens de texto e comunicações de todo tipo a qualquer hora do dia ou da noite, na hora em que convém ao remetente, não ao destinatário, graças ao botão de mudo de nossos telefones.

4. Cancelar um encontro na última hora

rsvp

A arte dos convites não é mais a mesma. Hoje as pessoas raramente telefonam a alguém para convidar para um jantar, um café ou planejar um encontro. Tudo é feito por torpedos, e-mails e eventos no Facebook. Antes de a tecnologia facilitar os convites, era preciso um pouco mais que pressionar um botão para cancelar um encontro marcado com uma pessoa. Quantas vezes não desistimos de ir a um evento marcado simplesmente porque estávamos com preguiça e é muito fácil cair fora? Hoje em dia podemos cancelar na última hora – basta clicar sobre um botão ou mandar uma rápida mensagem de texto. Com o Facebook, quem tem dificuldade em se comprometer pode até responder a um convite com um “talvez”. Isso ajuda muito... Quando você pode dar o cano sem ficar mal na fita, é fácil demais deixar seus amigos na mão.

5. Prestar mais atenção a outra coisa que à pessoa que está diante de você

prestar atenção na pessoa que está com você

Essa é a maior falta de educação de todas. O que é triste é que somos tão dependentes dos nossos telefones que muitos de nós provavelmente já fizemos isso sem sequer perceber. “Fico super incomodada quando estou com amigos e eles ficam mandando torpedos não importantes para seus familiares ou amigos. Isso é descortesia pura e simples”, disse a leitora Teresa Ciulla. Matt Randall comentou: “É interessante observar casais em um restaurante e ver que, em vez de falar um com o outro, cada um fica com seu telefone na mão, mandando mensagens de texto!” Se você estiver com um amigo enquanto está lendo este texto, por favor, deixe para outra hora. É o que lhe pedimos sinceramente.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.