LGBT
06/02/2015 18:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

14 filmes brasileiros estão no Festival de Berlim deste ano

Andreas Rentz/Getty Images

O 65º Festival de Berlim, que acontece na capital alemã desde ontem, quinta-feira (5), e termina dia 15, está repleto de filmes brasileiros.

No total, 14 títulos foram enviados para cinco mostras da "Berlinale". E mais 13 profissionais participam do Berlinale Talents, encontro de profissionais do cinema.

Os números expressam bem o momento positivo que o Brasil vive na comunidade do cinema. "Entramos num círculo virtuoso", disse em entrevista à Variety André Sturm, presidente do programa Cinema do Brasil.

"Filmes brasileiros têm sido exibidos em festivais, ganho interesse da imprensa e compradores, e estreado em outros países."

sangue azul

Daniel de Oliveira em cena de "Sangue Azul", exibido no festival

Veja abaixo a lista de filmes brasileiros em exibição no Festival de Berlim 2015, com informações da Ancine (Agência Nacional do Cinema).

Mostra Forum do Cinema (experimentais e de vanguarda):

“Brasil S/A”, de Marcelo Pedroso

“Beira-mar”, de Marcio Reolon e Filipe Matzembacher

Forum Expanded (experimentais e de vanguarda):

“Viventes”, de Frederico Benevides

“Je proclame la destruction”, de Arthur Tuoto

“Fuja dos Meus Olhos”, de Felipe Bragança

Panorama (filmes autorais):

"Sangue Azul", de Lírio Ferreira (abriu a mostra ontem, 5/2)

“Ausência”, de Chico Teixeira

“Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert

“Jia Zhang-ke, um Homem de Fenyang”, de Walter Sales

Teddy (LGBT):

“Beira-mar”, de Marcio Reolon e Filipe Matzembacher

“Ausência”, de Chico Teixeira

“Sangue Azul”, de Lírio Ferreira

Berlinale Shorts (curta-metragens)

“Mar de Fogo”, de Joel Pizzini

NATIVe (mostra indígena)

“Hepari Idub'rada, Obrigado Irmão”, de Divino Tserewahú (1998)

“O Mestre e o Divino”, de Tiago Campos Tôrres (2003)

“As Hiper Mulheres (Itão Keugü)”, de Carlos Fausto, Leonardo Sette e Takumã Kuikuro (2011)

“Ma Ê Dami Xina – Já me Transformei em Imagem”, de Zezinho Yube (2008)

Em sua edição do ano passado, a Berlinale já havia recebido bem um filme brasileiro: "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", de Daniel Ribeiro, ganhou o prêmio da Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci) e o Teddy. Em 2008, "Tropa de Elite", de José Padilha, ganhou o Urso de Ouro – principal prêmio do festival.

Veja o site oficial da Berlinale.

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

LEIA TAMBÉM:

- Trailer de 'Cinquenta Tons de Cinza' ganha versão em LEGO (VÍDEO)

- Oscar 2015: (Quase) Todos os indicados em apenas uma foto

- Marcha de Luther King pela igualdade racial é tema de filme