MULHERES
05/02/2015 19:13 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

#BebeuPerdeu? Ministério da Justiça erra feio e pede desculpas por campanha machista

O Ministério da Justiça errou.

E errou feio ao publicar, nesta quinta-feira (5) em sua página no Facebook, a imagem de uma campanha que tinha o objetivo de convencer os jovens a não exagerarem no consumo de bebidas alcoólicas.

Mas não foi bem isso o que aconteceu. De imediato, o público que eles pretendiam atingir classificou a campanha #BebeuPerdeu como machista.





Momentos depois, a publicação sumiu da página e, reconhecendo o erro, o Ministério da Justiça pediu desculpas.

Para o Correio Braziliense, o Ministério da Justiça disse que apagou a foto para evitar que a polêmica continuasse. As fotos foram aprovadas pelo grupo de jornalistas do Ministério da Justiça, segundo a própria pasta, e serão veiculadas exclusivamente nas redes sociais até 22 de fevereiro. Vídeos da campanha também serão disponibilizados no canal do MJ no YouTube.

A campanha #BebeuPerdeu foi elaborada a partir dos resultados de um estudo feito em 2010 pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo a pesquisa, 60% dos jovens estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, e do 1º ao 3º ano do ensino médio, de escolas públicas e particulares, já consumiram álcool ao menos uma vez na vida. Desses, 15,4% tinham entre 10 e 12 anos, e 43,6% entre 13 e 15 anos.

Segundo o Ministério da Justiça, um dos objetivos da iniciativa é sensibilizar os comerciantes a não vender o produto para crianças e jovens - prática criminosa que, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), pode ser punida com até quatro anos de prisão e multa.

LEIA MAIS:

- Esta tirinha mostra perfeitamente como o feminismo pode ajudar a fazer um mundo melhor

- Nerds e machismo: por que mulheres não são bem vindas nos fóruns e chans

- 10 comportamentos machistas disfarçados de "coisas naturais"