NOTÍCIAS
30/01/2015 14:59 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

CEO do McDonald's renuncia ao cargo após queda nas vendas e resultados ruins

enriqueburgosgarcia/Flickr

As sucessivas quedas nas vendas e resultados ruins apresentados desde o último ano pela maior cadeia de fast-food do mundo fez sua primeira vítima. Don Thompson deixará o cargo no dia 1° de março, depois de quase três anos como diretor-executivo.

O anúncio foi dado pela companhia nesta semana. Com 36 mil restaurantes ao redor do mundo, a rede perdeu terreno para os concorrentes e tenta reverter a fama negativa após denúncias de má qualidade de seus produtos e a mudança de hábitos da população, que busca uma alimentação mais saudável.

Thompson será substituído por Steve Easterbrook, diretor de marca da rede. "É difícil dizer adeus à 'McFamília'", disse o ex-CEO por nota. "Mas há um momento certo para tudo. Estou realmente confiante que, ao passar o comando para Steve, ele vai mover nosso negócio para frente."

A mudança foi aplaudida pelos investidores e, horas depois do anúncio, as ações do McDonald's subiram 3%. Nos últimos 12 meses, as ações se desvalorizaram em 6%.

Nos Estados Unidos, onde há o maior número de consumidores da rede, o lucro caiu em mais de US$ 300 milhões no último ano. No mesmo período, o tráfego de consumidores diminuiu em 4% em relação a 2013.

O desafio da mudança

Easterbrook terá um grande desafio em suas mãos: como deixar o McDonald's - símbolo de uma alimentação desregrada - atrativo para a nova 'geração saúde'?

A empresa promete dar uma "reviravolta", investindo em novas estratégias de marketing, bem como novos itens no menu. Será que vai dar certo?

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

LEIA TAMBÉM:

- Crescer em bairro pobre 'prejudica' a ascensão econômica, sugere estudo

- Desigualdade de gênero no trabalho custa US$ 9 trilhões por ano aos países em desenvolvimento